Preso morre espancado por colegas de cela no MA, na 5ª morte do ano

O complexo está sob a segurança da PM (Polícia Militar) e da Força de Segurança Nacional desde o último dia 27 de dezembro.

Presídios do Maranhão parecem não encontrar a maneira eficaz de diminuir a violência. Foto:Divulgação
Presídios do Maranhão parecem não encontrar a maneira eficaz de diminuir a violência. Foto:Divulgação

A Sejap (Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão) informou nesta quarta-feira (29) que mais um preso morreu no sistema prisional do Estado, dessa vez em Balsas (a 817 km de São Luís). Foi a quinta vítima de 2014.

Valdiano Fernandes da Silva, 27, cumpria pena na Unidade Prisional de Ressocialização do município e foi vítima de um espancamento por quatro companheiros de cela, na manhã do último domingo (26).

Silva ainda foi socorrido por agentes penitenciários e levado para o hospital de Balsas e, sem seguida, transferido para o hospital em Imperatriz, onde não resistiu aos ferimentos e morreu na noite desta terça-feira (28).

A Sejap informou que um inquérito foi instaurado na Delegacia Regional de Balsas, que investiga o caso.

Outras mortes

Essa foi a quinta morte no sistema prisional, sendo a segunda do interior. No último dia 22, um preso foi achado morto em uma lata de lixo da Unidade Prisional de Ressocialização de Santa Inês (a 230 km de São Luís).

Antes disso, três presos morreram no complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

O Maranhão passa por uma crise na área de segurança pública que tem como foco o complexo de Pedrinhas. Superlotado, com 1.700 vagas e 2.200 presos, o complexo registrou 60 assassinatos de presos em 2013, sendo que a maioria deles foi ocasionado por briga entre facções criminosas que agem dentro dos presídios maranhenses.

O complexo está sob a segurança da PM (Polícia Militar) e da Força de Segurança Nacional desde o último dia 27 de dezembro.

Fonte:BOL

 

Compartilhar: