PRESSÃO

Inevitável a pressão em torno da ministra Laurita Vaz, que concedeu liminar favorável ao mandato da governadora Rosalba Ciarlini. O…

Inevitável a pressão em torno da ministra Laurita Vaz, que concedeu liminar favorável ao mandato da governadora Rosalba Ciarlini. O gabinete da ministra ficou lotado na tarde de ontem, inclusive com figuras jurídicas e políticas do RN. Deu certo.

ACORDO
Quando saiu a decisão do TRE, de afastamento da governadora Rosalba Ciarlini, os primos Henrique Alves e Garibaldi Filho conversaram e definiram uma postura diante do fato: Nem Garibaldi faria qualquer ação para manter a decisão do TRE, nem Henrique usaria seu prestígio para Rosalba ficar no cargo. Só Garibaldi cumpriu o acordo. Henrique operou pesado para a Rosa permanecer.

MOTIVO
A motivação de Henrique em relação a Rosalba revela que o filho de Aluízio tem projeto de ser o candidato a governador do PMDB com apoio das forças de oposição. Com Rosalba inelegível mas no cargo, o plano pode se concretizar, pois ele continua protagonista do processo; sem ela, o quadro muda completamente.

CHAPA
Caso Robinson Faria assuma o Governo, pela via judicial ou pelo impeachment, há grande possibilidade de formar chapa com Walter Alves na condição de candidato a vice-governador, desejo do ministro Garibaldi Filho. Como a legislação estabelece apenas uma reeleição, Robinson ficaria no cargo até 2018, quando renunciaria para concorrer a um mandato parlamentar e Walter Alves assumiria o cargo e seria candidato natural a governador, com possibilidade legal de ser reeleito. Ou seja: a contabilidade de Henrique o deixa 12 anos sem chance de ser governador.

DISPUTA
Henrique prefere perder a eleição com um nome que não seja Alves, do que ver o filho de Garibaldi em condição majoritária e com forte chance de assumir a liderança política da família. O ministro Garibaldi Filho já sentiu que Henrique tem restrição ao nome de Walter, mas não reagiu ainda de forma mais explícita; ainda.

DIFERENÇA
A atmosfera do ambiente familiar, mostra que Henrique, que sempre teve inveja do carisma de Garibaldi, estendeu o sentimento menor para o filho do ministro. Afinal, Waltinho herdou do pai o carisma e acrescentou outros valores, que o colocam em posição privilegiada na política, mesmo com pouca idade. Henrique é excelente articulador, objetivo executor de ações, mas o povo não enxerga carisma ou qualidades excepcionais que o transformem em opção natural para governar o Estado.

ROMPIMENTO
O fato de Henrique operar pesadamente para manter Rosalba no cargo, explicitou seu projeto político diante da família, de quem tenta esconder a realidade de suas pretensões. Aliado de Henrique, o senador José Agripino também atuou para manter a Rosa no cargo, pois atende aos seus interesses de salvar o mandato de Felipe Maia na coligação com o PMDB.

IMPEACHMENT
Um pedido de impeachment da governadora Rosalba Ciarlini na Assembleia, vai estabelecer de forma mais clara quem é Governo disfarçado e quem realmente está na oposição. As cobras de duas cabeças terão que escolher um lado. Defender a pior governadora do País, condenada por improbidade; ou defender o próprio mandato e a Instituição a que pertence.

ESTRATÉGIA
O Tribunal Regional Eleitoral viveu dois momentos distintos essa semana: em um, teve a coragem de condenar a governadora do Estado à inelegibilidade por oito anos e determinar seu afastamento imediato do cargo por ter o carimbo de ‘Ficha Suja’; em outro momento, apagou sua grandeza sob suspeita de ter contribuído para evitar o cumprimento de suas próprias decisões. Um atraso que serviu perfeitamente para tornar ineficaz a decisão.

Compartilhar: