PRF apreende ônibus clandestinos em fiscalização na BR 101

Os ônibus realizavam viagens de turismo na modalidade fretamento

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A polícia rodoviária federal, em uma ação de combate ao transporte irregular de passageiro, apreendeu na noite de ontem (01/06) três ônibus durante fiscalização no posto da PRF, situado no Km 118 da BR 101, em São José de Mipibu/RN. Os ônibus foram apreendidos por estarem realizando serviço clandestino de transporte de pessoas. Os mesmos realizavam viagens de turismo na modalidade fretamento, de João Pessoa para Natal/RN e de Natal/RN para Caruaru/PE, sem a devida autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT para realizar o serviço, portanto foram apreendidos.

Os passageiros foram conduzidos ao terminal rodoviário de Natal/RN, onde foi providenciada a continuidade da viagem, sob responsabilidade das transportadoras que prestavam o serviço clandestino, utilizando empresas de transporte regular.

A PRF alerta a quem viaja em transporte clandestino que sua viagem pode ser interrompida pela fiscalização, em nome do cumprimento da legislação vigente que garante a segurança no transporte de passageiros. Na ação de ontem foram fiscalizados 55 veículos de transporte coletivo, sendo 496 pessoas fiscalizadas e 60 autos de infração aplicados.

Ocorrências do final de semana

A PRF registrou nesse final de semana , entre sexta-feira (30/5) e domingo (01/6), um total de 34 acidentes; em um deles, ocorrido na noite de sábado (31), Ideilton Nunes Maia, 35 anos, condutor de uma motocicleta, morreu vítima de uma colisão frontal com um Ford Ka , no Km 31 da BR 304, em Mossoró.

Na prevenção de acidentes, as equipes de plantão aplicaram 213 testes de bafômetro, retirando de circulação três condutores que dirigiam sob efeito de álcool. Foram fiscalizados 914 veículos e aplicados 211 autos de infração por irregularidades diversas.

No posto PRF de São José de Mipibu, foi preso na manhã de sexta feira(30) o condutor de um ciclomotor, por existir contra o mesmo, mandado de prisão em aberto por não pagamento de pensão alimentícia.

Fonte: PRF

Compartilhar: