“Primeira-dama”: jovem é torturada e morta por dívida de drogas

Vítima de 25 anos era mulher de um conhecido traficante do Estado de Michoacán

"Primeira-dama" do tráfico foi encontrada em porta malas do carro. Foto: Divulgação
“Primeira-dama” do tráfico foi encontrada em porta malas do carro. Foto: Divulgação

O corpo de uma bela jovem foi encontrado dentro do porta-malas de um carro no México. Para surpresa dos policiais, a vítima se tratava da mulher de um conhecido narcotraficante mexicano, morta, supostamente, por uma dívida de drogas.

Policiais da cidade de Naucalpan, no México, notaram a movimentação suspeita de um carro no qual estavam dois homens e sinalizaram para o motorista pedindo que ele parasse o veículo, na última quarta-feira (18).

Os suspeitos tentaram fugir, dando início a uma perseguição que terminou poucos metros à frente.

Cercados por militares, Juan Mora Cedillo, de 33 anos, e Oscar Emmanuel Perez Gonzalez, de 23 anos, tentaram escapar novamente, mas os policiais conseguiram detê-los e ordenaram que os dois abrissem o porta-malas do carro.

Os suspeitos recusaram e ofereceram dinheiro para que os militares os deixassem ir. Os policiais, então, recolheram o dinheiro para servir como prova da tentativa de suborno e abriram o porta-malas.

Para surpresa dos policiais mexicanos, eles encontraram o corpo de uma jovem, aparentemente, morta por asfixia com um saco plástico na cabeça e marcas de agressões pelo corpo, segundo informações do jornal La Policíaca.

A jovem assassinada foi identificada como Erendira Medina Acosta, de 25 anos, a mulher de um conhecido narcotraficante do Estado de Michoacán.

Os suspeitos foram, então, levados à delegacia e interrogados. Eles contaram à polícia que estavam seguindo a jovem havia muitos dias, até que, finalmente, conseguiram sequestra-la na noite de terça-feira (17), em um terminal de ônibus.

Eles teriam dirigido durante um tempo com Erendina tentando força-la a pagar uma dívida referente a um carregamento de drogas. Segundo eles, a jovem se recusou a pagar a suposta dívida e, por isso, foi torturada e morta.

Para se livrar das provas do crime, os homens tinham a intenção de queimar o carro com o corpo da jovem dentro.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Fpnte: R7

Compartilhar:
    Publicidade