STJD quer punir Atlético-PR e Vasco com jogos sem torcida em 2014

Na denúncia que pretende apresentar até quinta-feira, o procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schmitt, vai pedir…

Punição: 10 mandos de jogos com partidas fora de seu estádio e a 100 quilômetros de distância, disputadas com os portões fechados. Foto:Divulgação
Punição: 10 mandos de jogos com partidas fora de seu estádio e a 100 quilômetros de distância, disputadas com os portões fechados. Foto:Divulgação

Na denúncia que pretende apresentar até quinta-feira, o procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schmitt, vai pedir outra vez que Atlético Paranaense e Vasco da Gama percam até 10 mandos de jogos e, nestas partidas fora de seu estádio e a 100 quilômetros de distância, sejam disputadas com os portões fechados.

“Já temos prevista esta punição no regulamento do Campeonato Brasileiro de 2014, nos artigos 69A e 69B. Mas como este caso incide na próxima temporada, vou voltar à carga”, disse ao Blog do Boleiro nesta segunda-feira. Schmitt acha que esta é uma medida quer atinge os cofres dos clubes que passariam a cobras das uniformizadas uma atitude ordeira.

Nesta temporada, o procurador pediu a mesma punição para Vasco da Gama e Corinthians depois do conflito entre as organizadas no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O STJD acabou apenas optando pela perda de mando de jogos. O Tribunal pleno achou que não cabia no caso a pena dos portões fechados.

Na denúncia que pretende apresentar até quinta-feira, o procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schmitt, vai pedir outra vez que Atlético Paranaense e Vasco da Gama percam até 10 mandos de jogos e, nestas partidas fora de seu estádio e a 100 quilômetros de distância, sejam disputadas com os portões fechados.

“Já temos prevista esta punição no regulamento do Campeonato Brasileiro de 2014, nos artigos 69A e 69B. Mas como este caso incide na próxima temporada, vou voltar à carga”, disse ao Blog do Boleiro nesta segunda-feira. Schmitt acha que esta é uma medida quer atinge os cofres dos clubes que passariam a cobras das uniformizadas uma atitude ordeira.

Nesta temporada, o procurador pediu a mesma punição para Vasco da Gama e Corinthians depois do conflito entre as organizadas no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O STJD acabou apenas optando pela perda de mando de jogos. O Tribunal pleno achou que não cabia no caso a pena dos portões fechados.

Fonte:Terra

Compartilhar: