Programa Vida Viva dos Bombeiros terá investimentos do Ministério do Esporte

Dentre os projetos, a capital será beneficiada com 16 núcleos do programa Segundo Tempo, destinado à estudantes, e 20 núcleos do programa Vida Saudável, para o cidadão idoso.

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Oportunizar uma melhor qualidade de vida através da prática regular de atividade física. Esse é o objetivo do Programa Vida Viva do Corpo de Bombeiros Militar do RN (CBMRN) que oferece, desde 2005, atividades esportivas regularmente para população da melhor idade. Nesta quarta-feira (16), durante um encontro entre o subcomandante da corporação, Coronel Otto Ricardo Saraiva, e o Secretário de Esportes de Natal, Eduardo Machado, realizado no quartel do CBMRN, em Natal, a instituição militar recebeu a boa notícia de que será incluído, pela Prefeitura de Natal, no Programa Vida Saudável, do Ministério do Esporte. Com isso, o programa Vida Viva, que  hoje é mantido por meio de uma parceria entre a academia Flex Fitness e o CBMRN, passaria a receber investimentos direto do Governo Federal ampliando a oferta de serviços e, consequentemente, o número de vagas para novos participantes.

De acordo com o Secretário Municipal de Esporte, Luiz Eduardo Machado, representantes da Secretaria estiveram, em Brasília, com intuito de implantar novas ações esportivas e de qualidade de vida em Natal. Dentre os projetos, a capital será beneficiada com 16 núcleos do programa Segundo Tempo, destinado à estudantes, e 20 núcleos do programa Vida Saudável, para o cidadão idoso.

”O Programa Vida Saudável, na sua essência, visa oportunizar a prática de exercícios físicos, atividades culturais e de lazer para o cidadão idoso, estimulando a convivência social e contribuindo para que o esporte e o lazer sejam tratados como políticas públicas e direitos de todos. A inclusão do programa já mantido pelo Corpo de Bombeiros do RN levou em consideração a credibilidade que o órgão possui perante a sociedade, além da estrutura física já disponível na instituição  o que permitirá segurança aos investimentos que serão feitos”, disse Luiz Eduardo Machado.

Para o Coronel Otto Ricardo, apesar dos programas sociais não serem uma atividade fim do Corpo de Bombeiros, como o combate a incêndios e salvamentos, a manutenção destes programas demonstram o esforço do órgão para elevar ainda mais o seu papel de responsabilidade social junto a população norte-rio-grandense.

“O Corpo de Bombeiros oferece à cerca de 100 mulheres atividades que promovem benefícios à saúde. Através da prática regular da atividade física estamos conseguindo promover um estilo de vida mais ativo e saudável para a população da melhor idade. A notícia da inclusão do Vida Viva no programa do Ministério do Esporte é recebida com muita alegria pois permitirá aos bombeiros melhorar as ações já existentes e ampliá-las”, disse o subcomandante do CBMRN.

As atividades do Programa Vida Viva funcionam todas as terças e quintas feiras, das 6h às 7h, no interior do Quartel do Comando Geral do CBMRN. As componentes recebem orientações de saúde com professores de Educação Física da academia Flex Fitness. Nestas atividades, o orientador busca, também, desenvolver nestas jovens senhoras a valorização pessoal delas na sociedade. Neste contato com os militares do Corpo de Bombeiros, a comunidade passa a conhecer melhor a realidade da instituição e ainda adquire conhecimentos que proporcionarão, até mesmo, o salvamento de vidas e a redução de acidentes domésticos.

Dados complementares do Programa Vida Saudável do Ministério do Esporte  

O Brasil vem sofrendo com as inúmeras transformações e consequências de um país em desenvolvimento. Com a tecnologia e a modernidade, passou-se a viver mais, com o desafio de refletir e promover políticas públicas voltadas para qualidade de vida do cidadão idoso ― incluindo aqueles com deficiência – a partir de 60 anos. Nesse sentido e com o objetivo de desenvolver uma proposta de política pública e social, o Ministério do Esporte reconheceu em 2012 o Vida Saudável, até então uma das vertentes do PELC (tipo de núcleo), que se desenvolve por intermédio da Secretaria Nacional de Esporte, Lazer e Inclusão Social (Snelis) e está, atualmente, vinculado aos seguintes departamentos: Departamento de Desenvolvimento e Acompanhamento de Políticas e Programas Intersetoriais de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Dedap) e Departamento de Gestão de Programas de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Degep); e sob a coordenação da CGPEL – Coordenação-Geral de Esporte e Lazer e CGAO-LIES – Coordenação-Geral de Sistemas e Acompanhamento de Programas e Projetos de Inclusão Social.

O Programa Vida Saudável, na sua essência, visa oportunizar a prática de exercícios físicos, atividades culturais e de lazer para o cidadão idoso, estimulando a convivência social, a formação de gestores e lideranças comunitárias, a pesquisa e a socialização do conhecimento, contribuindo para que o esporte e o lazer sejam tratados como políticas públicas e direitos de todos. 

Objetivos

Nortear ações voltadas para pessoas predominantemente a partir de 60 anos nos núcleos de esporte e lazer;

Estimular a gestão participativa entre os atores locais direta e indiretamente envolvidos;

Orientar entidades convenentes para estruturar e conduzir políticas públicas de lazer e de esporte para idosos;

Promover a formação continuada de agentes sociais de lazer e esporte recreativo, preparados para atender o público idoso;

Incentivar a organização coletiva de eventos de lazer e esporte recreativo para envolver a população local para além dos núcleos; e reconhecer as qualidades da cultura local na apropriação do direito ao lazer e ao esporte recreativo.

O programa tem o objetivo de democratizar o lazer e o esporte recreativo, priorizando o protagonismo da pessoa que envelhece, na perspectiva da emancipação humana e do desenvolvimento comunitário, valorizando a diversidade cultural local fomentando o respeito à diversidade sexual, étnica e religiosa, implementando e ampliando as ações intersetoriais com ministérios, secretarias estaduais e municipais, instituições de ensino superior e outros setores da sociedade, garantindo a participação de pessoas, predominantemente, a partir de 60 anos, contribuindo para que as políticas de lazer e de esporte recreativo avancem do atual estágio de política de um governo para a dimensão mais ampla de Política de Estado.

Os eixos centrais do Programa Vida Saudável são:

1 – Implementação e desenvolvimento de Núcleos de Lazer e Esporte Recreativo, nas diversas regiões brasileiras, com atividades sistemáticas e assistemáticas de lazer e esporte recreativo, no sentido de garantir o direito ao lazer para pessoas idosas (predominantemente, a partir de 60 anos).

2 – Formação continuada de gestores, agentes sociais de lazer e esporte, lideranças comunitárias, legisladores e demais parceiros atuantes na esfera pública, com vistas à formação e implementação de políticas locais para pessoas idosas.

Público-Alvo

O Programa tem como público-alvo prioritariamente idosos a partir de 60 anos, incluindo pessoas com deficiências em núcleos com atividades de lazer e esporte.

Número de Beneficiados: 200 pessoas por núcleo VS

Compartilhar:
    Publicidade