PROJETOS

Os políticos conseguem se superar em matéria de tentativa de enganação ao eleitor. O PR de João Maia, que sugou…

Os políticos conseguem se superar em matéria de tentativa de enganação ao eleitor. O PR de João Maia, que sugou o quanto pôde as gestões de Micarla e Rosalba, agora aparece anunciando que vai discutir ‘projetos para o RN’. Falta óleo de peroba no mercado para lustrar a cara de pau dessa turma.

SECA

Outra situação semelhante é o deputado de 44 anos de mandato, Henrique Alves, ir ao Seridó dar palestra sobre a seca. Outro caso típico de oportunismo e cara de pau. Essa turma se deu bem a vida inteira com a tal da ‘indústria da seca’. Agora, faz palestra apontando soluções. Pura piada de gosto duvidoso para quem sofre todos os anos os efeitos da estiagem e da inoperância da classe política.

CONVENÇAO

Os partidos políticos estão realizando convenções eleitorais neste final de semana em Mossoró. Porém, convenção não é registro de candidatura. No momento do registro, nem todos os candidatos aprovados em convenção, terão registro homologados. É só aguardar.

URBANA

A Urbana faz seu jogo de cena e aparece como se estivesse determinando redução nos preços apresentados pelas duas felizardas, Marquise e Vital, que vão embolsar quase R$ 400 milhões do dinheiro do natalense. Teatro puro com tentativa de enganar a população e as autoridades a respeito do que realmente ocorreu nessa licitação.

SILÊNCIO

Um erro não justifica o outro, mas uma ação não justifica uma omissão. A banda da imprensa que persegue o Ministério Público por conta de um prédio de R$ 800 mil, não esboça a mesma indignação com a licitação de R$ 400 milhões da Urbana. É que a indignação com o dinheiro público é seletiva.

INVESTIGAÇÃO

Por falar em Ministério Público, Sherloquinho soube que o MP pretende investigar a FIERN, onde estaria em foco nepotismo cruzado, verba publicitária sob suspeita e outras situações obscuras.

AMIZADE

Com as mudanças de discurso de forma tão rápida em Mossoró, onde adversários de ontem viraram grandes aliados de hoje, o jornalista Carlos Santos chama a atenção do eleitor, que é levado a brigar pelos políticos por acreditar nos seus propósitos e depois acompanha os acordos de gabinete mudar tudo. Ele sintetiza: “Nenhuma campanha vale a perda de uma amizade e a construção de uma inimizade”.

LIDERANÇA

Do garibaldista Cid Montenegro, ao deputado Felipe Maia e ao empresário José Bezerra Júnior, o Ximbica: “Um avião não tem dois comandantes. Tem um piloto e um co-piloto e no DEM o líder é José Agripino”.

CANDIDATURA

Sherloquinho afirma que o ex-deputado federal Ney Lopes não pode disputar mandato novamente. O pai de Ney Jr. foi aposentado pela Câmara, na época presidida por Arlindo Chinaglia. Nesse caso, o parlamentar teria sido aposentado pelo equivalente a invalidez e não poderia exercer novamente outra atividade de forma oficial. Será?

Compartilhar:
    Publicidade