Proteína pode ser a chave para reduzir obesidade, diz estudo científico

A ideia é acelerar as reações celulares, gerando assim mais energia

1979587_680448928681622_7198928687303189985_n

A chave para diminuir a obesidade e o diabetes pode estar em uma proteína. De acordo com pesquisa do Centro Médico Beth Israel Deaconess, nos Estados Unidos, a redução da proteína nicotinamida n-metiltransferase na gordura e no fígado pode reduzir os problemas em ratos. Os dados são do jornal Daily Mail.

A ideia é acelerar as reações celulares, gerando assim mais energia. “Nós sabemos que algumas pessoas aparentemente podem comer o que quiserem e não ganham peso. Parte da razão para esse controle de peso natural se deve ao metabolismo basal celular, taxa inerente ao corpo de queima de energia. Com essa descoberta, agora temos um meio de manipulação metabólica que poderia ajudar a aumentar a velocidade da produção de energia e levar à perda de peso”, disse a pesquisadora Barbara Kahn.

A enzima em questão processa a vitamina B3 e tem sido associada a certos tipos de câncer e à doença de Alzheimer. “Agora nós identificamos um papel completamente novo para essa enzima no tecido adiposo, que é regular o metabolismo energético”, disse o pesquisador Qin Yang.

A equipe utilizou uma técnica já conhecida para tratar outras doenças em humanos, aumentando as esperanças de que a novidade poderia estar disponível em breve pela possível facilidade em começar os testes clínicos.

 

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade