PSB usará imagem de Eduardo Campos na campanha estadual

"A gente vai usar a presença de Eduardo porque é isso que ele gostaria"

"É isso que Eduardo gostaria", disse o presidente estadual do partido, Sileno Guedes. Foto: Divulgação
“É isso que Eduardo gostaria”, disse o presidente estadual do partido, Sileno Guedes. Foto: Divulgação

Para tentar melhorar o desempenho de Paulo Câmara nas pesquisas de intenções de voto para o governo de Pernambuco, o PSB tem uma nova estratégia: atrelar a imagem de Eduardo Campos ao candidato. A tática começa a ser usada na tarde desta quarta-feira em uma caminhada de integrantes da Frente Popular, chapa liderada pelo partido, no centro de Recife.

“Se tivesse morrido outra pessoa, Eduardo ficaria triste, mas chamaria dois ou três para conversar e diria: ‘vamos pegar no serviço’. É isso que faremos”, disse o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes. De acordo com ele, os candidatos e militantes da coalizão convocados para a caminhada poderão produzir peças de campanha com a imagem de Campos para serem usadas até outubro. “A gente vai usar a presença de Eduardo porque é isso que ele gostaria”, completou.

O governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB), também defendeu uma campanha mais aguerrida para que Paulo Câmara consiga diminuir a diferença para Armando Monteiro (PTB) na briga pelo governo estadual. “Quando a gente perde o líder, não pode perder o rumo. Temos que ir para a rua e só parar na noite do dia 5 de outubro (dia da eleição)”, falou.

Renata Campos, viúva de Eduardo, pode participar da caminhada ao lado de quatro dos seus cinco filhos com o ex-governador. Ela tem sido enaltecida como uma das pessoas que irá liderar o PSB após a morte do marido.

Outro lado

Armando Monteiro, que havia suspendido as atividades de campanha até a última terça-feira como forma de demonstrar luto pela morte de Campos, retornou às ruas nesta quarta. Pela manhã, o petebista participou de uma caminhada no bairro de Cavaleiro, na cidade de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. A intenção do candidato agora é dar carga total nos eventos de rua para se manter na dianteira até as eleições. Nas inserções partidárias, sobretudo no rádio, Armando enalteceu a memória de Eduardo, mas destacou que era hora de deixar o ex-governador “descansar em paz”.

Compartilhar:
    Publicidade