Confirmado Jean-Paul Prates na suplência da petista Fátima Bezerra

Jean: “Temos todos que trabalhar redobrado para corresponder a esta oportunidade”

6538358

Está fechada a chapa encabeçada por PSD e PT para a disputa majoritária das eleições deste ano. Na manhã de hoje, o Partido dos Trabalhadores (PT) definiu o nome do integrante que faltava: o de candidato a suplente de senador. Será Jean-Paul Prates, diretor-presidente do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE) e ex-secretário estadual de Energias Renováveis do governo Wilma de Faria – que hoje é adversária dele e de Fátima Bezerra na disputa pelo Senado.

Além dos petistas Jean-Paul Prates e Fátima Bezerra, a chapa será composta também pelo vice-governador Robinson Faria, do PSD, que disputará o Governo do Estado, e pelo deputado estadual Fábio Dantas, do PC do B, que será o nome levado como vice-governador.

A confirmação de que Jean-Paul Prates será o candidato a suplente de senador foi confirmada pelo próprio petista, na fampage dele no Facebook. “É com grande sentimento de responsabilidade, atenção e lealdade que venho agradecer pela indicação hoje deliberada e decidida em favor da oficialização do meu nome para a primeira suplência da nossa pré-candidata ao Senado Federal, nossa querida deputada Fátima Bezerra”, afirmou Jean-Paul.

“Tenho plena consciência da importância desta decisão para o Partido dos Trabalhadores do Rio Grande do Norte, ao qual me filiei justamente na esperança de ajudar, somar e contribuir muito para o seu futuro de sucesso. Estou pronto para a luta e para a difícil jornada que teremos pela frente. Nossa Fátima tomou uma decisão corajosa, com fé na nossa capacidade de mobilização, militância e conquista”, acrescentou ele.

Segundo Jean-Paul Prates, “temos todos que trabalhar redobrado para corresponder a esta oportunidade que temos, de alçar uma mulher fantástica como ela ao Senado Federal, reeleger outra mulher fantástica como a nossa presidenta Dilma Rousseff, reeleger massivamente o melhor deputado estadual do RN, Fernando Mineiro, e fortalecer muito as nossas candidaturas à Câmara Federal e à Assembléia Legislativa”.

FACEBOOK

É importante lembrar que desde que se filiou ao PT, ainda em 2013, Jean-Paul Prates tem utilizado a fampage dele no Facebook como um canal direto com potenciais eleitores. Tanto que, no início do ano, o diretor-presidente da CERNE colocou na descrição da página que se os internautas a “curtissem” eles estariam depositando nele a possibilidade de voto. Ou seja: para Jean-Paul, se hoje ele tem cinco mil curtidas no Facebook, é bem provável que terá, pelo menos, 5 mil votos nas eleições de outubro.

Além disso, o petista também abriu para o internauta a possibilidade de dizer para qual cargo eletivo Jean-Paul deveria se candidatar este ano. As possibilidades, no entanto, eram de deputado estadual ou federal, não de suplente de senador, como acabou se confirmando.

WILMA

Hoje filiado ao PT, Jean-Paul Prates foi desde o início do governo Rosalba Ciarlini um dos principais críticos da forma como a gestão estadual conduziu as potencialidades locais. Chegou, inclusive, a ter uma discussão pública, pelo Twitter, com o agora ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama.

Hoje presidente da CERNE e um dos principais nomes do país quando se fala em energia renovável, Jean-Paul Prates foi, antes, secretário de Energias Renováveis do governo Wilma de Faria. Agora, terá que tirar votos de sua ex-governadora para que Fátima Bezerra (e ele) consigam se eleger.

“O governador de fato do RN é Henrique Alves”

Jean-Paul Prates nem bem assumiu a condição de pré-candidato a suplente de senador e já está disparando contra o pré-candidato adversário ao Governo do Estado: Henrique Eduardo Alves, do PMDB. Segundo o petista, a vontade de aparecer de Henrique é tão grande que ele pode ser considerado, realmente, o governador do Estado e não Rosalba Ciarlini – ou o marido dela, Carlos Augusto Rosado, como alguns apontam.

“A julgar pela insistência exagerada de aparecer como líder de todas as iniciativas ou reações relativas ao RN, fica parecendo que a Governadora Rosalba ABDICOU de governar o Estado e mantém apenas um ‘mandato-tampão’, e que o governador de fato, auto-coroado (como Napoleão), já é Henrique Eduardo Alves!”, afirmou Jean-Paul Prates por meio de sua fampage também no Facebook.

A afirmação do petista é consequência da atuação de Henrique diante dos deslizamentos que aconteceram em Natal durante as chuvas do final de semana. O peemedebista, presidente da Câmara Federal, em Brasília, foi visitar a região junto ao prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, e a vice-prefeita Wilma, seus aliados na disputa pelo governo – e, consequentemente, adversários do PT.

“Chega a ser constrangedor ver, além da governadora (que simula não estar afinada com o ‘chapão’, mas é claramente sustentada por ele em paladitas judiciais), também o prefeito de Natal, a ex-governadora, senadores e deputados federais de renome, todos membros da chapa ‘Arca de Noé’, igualmente caladissimos, quietos, apequenados artificialmente, numa atitude de absoluta combinação subserviente para não fazer sombra a Henrique, e propiciar-nos a sensação de sua onipresença e plenipotência quanto à gestão do Estado. Ultimamente só se vê Henrique providenciando tudo, em lugar de todos os governantes e parlamentares do Estado”, acrescentou Prates, mantendo o tom crítico.

“É Henrique que providencia ajuda para as vitimas dos desabamentos em Natal. É ele quem providencia, libera e anuncia (antes da Governadora) recursos federais, normalmente aqueles já carimbados. É ele quem ‘admoesta’ ministros federais amigos (como Moreira Franco/PMDB, no caso do aeroporto de Mossoró). É ele quem inaugura obras federais com contrapartidas estaduais, e é ele quem interage e mobiliza prefeitos”, afirmou o petista.

“É ele até ‘o único que defende as usinas eólicas’ ordenando a supressão de um dispositivo, particularmente complicador exclusivamente para elas, interposto justamente por um senador-amigo (também do PMDB) da noite para o dia. Um legítimo ‘bode na sala’, que o ‘governador-de-fato’ resolveu com um telefonema!”, ironizou Jean-Paul Prates, se referindo a um texto enviado pela assessoria de comunicação de Henrique afirmando que o presidente da Câmara o responsável por melhorar o texto das usinas eólicas.

Compartilhar:
    Publicidade