Quinto mágico, Palacio comanda festa argentina rumo à Copa do Mundo

Palacio anotou o primeiro gol com uma potente cabeçada

Coadjuvante no estrelado ataque argentino, jogador da Inter de Milão foi quem se destacou. Foto: Divulgação
Coadjuvante no estrelado ataque argentino, jogador da Inter de Milão foi quem se destacou. Foto: Divulgação

Há quatro jogadores que particularmente formam o sonho argentino pelo tricampeonato mundial e o segundo Maracanazo no Brasil. Mas contra Trinidad e Tobago na noite desta quarta-feira, no Monumental de Nuñez, Rodrigo Palacio provou que pode haver vida além de Lionel Messi e Angel Di María, que jogaram, e Gonzalo Higuaín e Sergio Agüero, poupados. Palacio foi o grande nome na tranquila vitória por 3 a 0.

Ídolo do Boca Juniors e destaque da Inter de Milão na reta final do Campeonato Italiano, o camisa 18 justificou o conceito elevado do treinador Alejandro Sabella por seu futebol. Palacio anotou o primeiro gol com uma potente cabeçada que o goleiro Jan Michael Williams não segurou e depois ainda serviu para Maxi Rodríguez ir às redes na etapa seguinte.

Ao lado de Ezequiel Lavezzi, com quem normalmente forma a dupla de ataque reserva, Palacio jogou sob às ordens de um Lionel Messi cada vez mais armador. É verdade que a defesa trinitária não ofereceu muita resistência e até evitou lances mais ríspidos, mas o protagonista da noite mostrou serviço em lances pela direita ou pelo centro.

Aos 29min, deixou Messi em condições de marcar, e repetiu a dose para Lavezzi aos 32min. Em uma Argentina que perdeu nove chances de gol evidentes no primeiro tempo, Palacio ainda desperdiçou a sua livre com o gol aberto – errou a cabeçada e mandou para fora, mas logo se redimiu. No último lance do primeiro tempo, Di María bateu um escanteio perfeito e Palacio testou firme para tirar o grito de gol.

A questão física é importante em uma Copa do Mundo que ocorre após temporada desgastante, e Rodrigo Palacio também deu boas demonstrações. A caminho de seu primeiro Mundial aos 32 anos, recebeu um lançamento forte de Javier Mascherano e deu um pique de menino e um passe perfeito para gol de Maxi Rodríguez. É certo que Palacio não é uma estrela como seus concorrentes, mas o dia no Monumental foi digno do quarteto mágico titular.

Fonte: Terra

Compartilhar: