R$ 1 milhão – Túlio Lemos

Sherloquinho afirma que um empresário paulista teria contribuído com 1 milhão de reais para um certo instituto de pesquisa ‘arrumar’…

Sherloquinho afirma que um empresário paulista teria contribuído com 1 milhão de reais para um certo instituto de pesquisa ‘arrumar’ o resultado de acordo com o interesse de uma candidatura. O jogo é bruto.

AJUSTES

Por mais que haja instituto de pesquisa que manipule os números, esse trabalho de manipulação e fraude na intenção de voto do eleitor deve diminuir a partir da chegada de setembro. A turma começa a fazer os ajustes nos números de acordo com a realidade e não mais de acordo com a conveniência do patrão. É aguardar.

OPORTUNISMO

Todo mundo sabe que nossa classe política não é adepta da coerência. Praticamente não há exceções em matéria de incoerência. Todos já elogiaram e criticaram todos, de acordo com a conveniência. É o instinto de sobrevivência, que aumenta durante a campanha eleitoral.

OPORTUNISMO II

O deputado Henrique Alves aderiu ao Governo Rosalba Ciarlini, indicou cargos e participou ativamente da gestão. Não queria romper. Só rompeu depois que o deputado Walter Alves concedeu entrevista dizendo que não havia mais condição de ficar no Governo. Agora, é um dos maiores críticos da Rosa, a ponto de se referir a seu adversário Robinson Faria, em tom pejorativo, como “o vice-governador de Rosalba”.

MUDANÇA

A chegada de setembro vai provocar mudanças nos programas eleitorais e nas inserções. De acordo com Sherloquinho, a fase ‘paz e amor’ passou. Agora, começa outro momento na campanha, em que o eleitor terá oportunidade de conhecer um pouco da história dos candidatos que não é contada no conto de fadas do marketing.

ELEIÇÃO

Durante o debate na Band, o candidato do PSD, Robinson Faria, afirmou que, caso seja eleito governador, fará eleição direta para escolha de diretor de hospital do Estado. Pura demagogia que não funciona na prática. Pelo contrário. Um diretor eleito por seus colegas, não terá postura de gestor, mas de político.

EFICIÊNCIA

Não é a escolha de um diretor de hospital feita pelos servidores que vai melhorar a saúde pública. A eficiência na prestação do serviço ocorre quando o gestor principal, o governador, estabelece determinada área como prioridade de sua administração e passa a cobrar resultados de seus comandados.

SECRETARIADO

Dizer que vai montar um secretariado mais técnico do que político, é correto e Robinson tem condição de fazer isso, pois não está comprometido com tantas forças políticas quanto Henrique, que é apoiado por 18 partidos e terá que lotear o Estado para poder governar. Porém, dizer que vai realizar eleição direta para direção de hospital, não ajuda em nada na solução do problema e soa como oportunismo para agradar aos servidores.

FICHA

O deputado Henrique Alves afirmou que tem uma vida limpa e não responde a nenhum processo. Não é verdade. O filho de Aluízio foi condenado por improbidade administrativa e o processo ainda está tramitando nas gavetas de Brasília.

PÉ FRIO

A turma que anda com Wilma de Faria está creditando ao senador José Agripino, a queda da mãe de Lauro nas pesquisas. Segundo um wilmista, freqüentador da cozinha da Guerreira, “Zé Agripino apoiou Micarla, deu no que deu; apoiou Rosalba, fracasso total; foi escolhido coordenador da campanha de Aécio Neves, o homem está despencando nas pesquisas; disse que ia subir em coqueiro e pedir votos pra Wilma, a mulher tá caindo. Ô homem pra ser pé frio”.

VAIA

A turma de Rosalba Ciarlini é tão embriagada pelo poder, que perdeu a lucidez há tempos. Agora, bajuladores da Rosa dizem que a situação da mulher de Carlos Augusto ‘está melhorando’, pelo fato de que a governadora não é mais vaiada quando chega aos locais. É uma grande vantagem. É caso patológico.

PRESTÍGIO

O lançamento do livro do juiz Herval Sampaio, “Abuso do poder nas eleições”, ocorrido ontem em Mossoró, foi bastante prestigiado pelo mundo jurídico e por políticos que não têm problemas com crimes eleitorais. Herval é corajoso; e isso tem provocado nos corruptos e em seus defensores, um verdadeiro pânico. Alguns até tentam desconstruir a imagem de seriedade do magistrado para justificar a defesa dos corruptos.

ADESÃO

A possibilidade de Marina Silva ser eleita é cada vez maior, seja no segundo turno, onde contará com o apoio de quem for derrotado; seja no primeiro, se conseguir manter a curva de crescimento. O PMDB, que indicou o vice de Dilma, não está muito preocupado com isso. Qualquer que seja o presidente, o partido vai aderir ao Governo, ‘em nome da governabilidade’. Já virou tradição.

PASSADO

A coluna recebeu e-mail de Daniel Augusto da Silva: “Caro Túlio Lemos, sou admirador de sua coluna e a sua imparcialidade política no RN. Porém, gostaria de lembrar a incoerência política de Vilma, pois dizer que nunca teve junta politicamente com Rosalba, é no mínimo estar com precoce perda de memória, pois quem não se lembra quando Vilma foi eleita pela 1ª vez prefeita de Natal derrotando Henrique Alves, e Rosalba também foi eleita prefeita de Mossoró, neste ano as duas comemoram juntas com o apoio do então governador José Agripino as vitórias sobre o PMDB de Henrique e Garibaldi Alves. O Povo do RN deve aproveitar este eleição para escolher qual o político que deva ganhar o troféu CARA DE PAU, chega de Cinismo e Mentiras”.

Compartilhar:
    Publicidade