Raniere oficializa saída do PRB por justa causa e procura novo partido

Ele quer um partido que potencialize o seu perfil de político articulador e conciliador e também de executivo

65u65uu45u4u

O secretário de Serviços Urbanos de Natal (Semsur), Raniere Barbosa, acaba de receber o aval do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para deixar o PRB, legenda que comandava em Natal até ser excluído da função pela nova direção estadual do partido. Agora, o vereador licenciado está à procura de uma nova sigla.

“Foi uma vitória na justiça, a justa causa ter sido deferida”, comemora. “Achei que foi uma decisão extremamente sensata, uma vez que as executivas nacional e estadual do PRB me retiraram da presidência e do horário gratuito sem me comunicar. Diante dessa exclusão, não tinha sentido ser o único com mandato sem ser presidente”, disse Barbosa.

Agora, segundo ele, é pensar no futuro. “Acho que tenho que pensar num partido que me valorize e que me dê espaço para que eu possa crescer politicamente. Esse vai ser o caminho que vou percorrer, buscando essa valorização do nosso mandato enquanto vereador”.

Raniere não diz, mas quer um partido que potencialize o seu perfil de político articulador e conciliador e também de executivo. “Continuarei na Semsur, que é uma forma de consolidar meu perfil de executivo e administrador, mas conciliado ao mandato”.

Sobre o trabalho desempenhado à frente da Semsur, Raniere diz que é grande desafio. “Uma grande missão por fazer um resgate da autoestima do natalense e reconstruir Natal, refazer a parte de urbanismo, paisagismo, iluminação pública, feiras, canteiros. Tudo é um grande desafio, que me motiva muito”.

Quanto à gestão do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), o auxiliar acredita estar no caminho certo. “Com todas as dificuldades, em um ano e cinco meses de governo, é notório a realização de inúmeras obras e outros processos já iniciados. Natal fará a leitura quando se tem uma gestão comprometida com políticas de resultado”.

No tocante às eleições deste ano, o vereador licenciado diz que ficará distante, cuidando da Semsur, participando mais como eleitor. “Vou acompanhar os candidatos do prefeito, porque faço parte de grupo político. Mas não participarei. Primeiro por não ser candidato. Depois por ser executivo. Terei participação como eleitor”, finalizou.

Compartilhar:
    Publicidade