REAÇÃO

Apesar da aparente força política do gigantesco palanque montado para abrigar a chapa Henrique, João Maia e Wilma, os próprios…

Apesar da aparente força política do gigantesco palanque montado para abrigar a chapa Henrique, João Maia e Wilma, os próprios integrantes da supercoligação estão recebendo informações da rejeição popular ao nome de Henrique. As lideranças do interior até tentam mobilizar seu eleitorado, mas a rejeição é visível e generalizada.

SILÊNCIO

O problema é que as lideranças, especialmente os prefeitos do interior, já conversaram com os eleitores, sentiram a rejeição ao nome de Henrique, mas têm medo de dizer diretamente ao candidato. Internamente, até conversam sobre o tema, mas não têm coragem de dizer a Henrique o que o eleitorado pensa a respeito dele.

REVISTA

Sherloquinho afirma que uma revista oficial de uma secretaria foi proibida de circular pela secretaria de Comunicação do Governo. O detalhe é que a proibição não é fruto de restrição ao conteúdo por este ser personalista e não institucional. É exatamente o contrário. Como a revista não bajula o secretário e nem a governadora, o material foi considerado prejudicial ao Governo. Isso não vai acabar bem.

PERGUNTA

A governadora Rosalba Ciarlini está correta em questionar os líderes do PMDB a respeito dos escândalos da ex-governadora Wilma de Faria. Afinal, eles integraram a atual gestão e concordaram quando a Rosa falou que o RN estava quebrado por causa de Wilma. Passaram uma borracha no passado?

PERGUNTA II

Mas há um detalhe que Rosalba ainda não vislumbrou: seu partido, o DEM, também poderá votar em Wilma. Nesse caso, ela vai ter que perguntar se José Agripino, José Adécio, Getúlio Rêgo e Leonardo Nogueira, esqueceram dos escândalos de Wilma.

PALANQUE

O ministro Garibaldi Filho precisa ter cuidado com as inaugurações das agências da Previdência Social no RN. Os eventos estão se transformando em um verdadeiro palanque político, onde várias lideranças participam e ainda fazem discurso.

PALANQUE II

Exemplo claro dessa situação foi em São Miguel, no Alto Oeste do Estado. A chapa apoiada pelo ministro Garibaldi estava quase completa, exceção de Henrique Alves. João Maia e Wilma de Faria estavam presente e fizeram parte da mesa oficial. João Maia ainda é deputado federal, poderia se justificar. Porém, qual a justificativa para a presença de Wilma, já que ela é apenas a vice-prefeita de Natal? Se Wilma é convidada, todos os vice-prefeitos do Estado também têm direito.

PALANQUE III

Registre-se por dever de Justiça, que Garibaldi não usa politicamente o ministério da Previdência. Mas, apesar disso, alguns políticos usam a popularidade do pai de Waltinho para aparecer bem ao eleitorado. Como a campanha se aproxima, é bom Garibaldi ter mais cuidado com essas inaugurações.

Compartilhar:
    Publicidade