Rebelião no Paraná termina após 45 horas com saldo de 5 mortos

Agentes penitenciários que eram mantidos reféns foram libertados apenas com escoriações

Rebelião terminou com cinco presos mortos: dois deles, decapitados. Foto: Divulgação
Rebelião terminou com cinco presos mortos: dois deles, decapitados. Foto: Divulgação

Terminou na madrugada desta terça-feira, após quase 45 horas, a rebelião na Penitenciária Estadual de Cascavel, no Oeste do Paraná. Segundo informações da Secretaria de Justiça do Estado, o último refém foi libertado às 3h40, horário em que o último comboio de presos transferidos também deixou a penitenciária. Ao todo, cinco pessoas morreram e 25 ficaram feridas. Os dois agentes penitenciários que eram mantidos reféns foram libertados com escoriações e levados ao hospital para serem submetidos a exames.

Todos os mortos eram detentos: dois foram decapitados e outros dois, espancados, amarrados e arremessados de cima do telhado, caindo de uma altura de 15 metros. A causa da quinta morte não foi informada. O fato de os agentes penitenciários terem sido mantidos vivos reforça a linha de investigação que aponta como briga de facções rivais o motivo do motim. De acordo com a PM, a rebelião começou por volta das 6 horas de domingo, quando os agentes penitenciários se preparavam para servir o café da manhã. Dos 1.040 presos, pelo menos 600 teriam aderido ao movimento.

Ainda de acordo com a secretaria, 851 detentos foram transferidos. Agora, a polícia técnica realiza uma inspeção no local para avaliar o estrago. Depois, a Secretaria de Justiça vai calcular os prejuízos provocados pelo motim.

Fonte: Veja

Compartilhar: