Receita libera e paga hoje o último lote de restituição do IR 2013

Contribuinte que não foi contemplado até esta segunda-feira está na malha fina do Leão

Este ano 711 mil contribuintes caíram na malha fina. Foto:Divulgação
Este ano 711 mil contribuintes caíram na malha fina. Foto:Divulgação

A Receita Federal libera na manhã desta segunda-feira (16) a consulta ao sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda (IR) Pessoa Física 2013 (ano-base 2012). O depósito será feito na conta do contribuinte ainda hoje.

A lista dos contribuintes poderá ser conferida no site da Receita. Normalmente no período da manhã, a consulta ao endereço eletrônico é mais difícil devido à grande quantidade de acessos. A situação costuma se normalizar perto da hora do almoço.

Quem não for contemplado até este último lote – caso tenha restituição a receber –, significa que sua declaração ficou retida no banco de dados da Receita Federal. Mas não há motivo para pânico: se você caiu na malha fina, confira aqui o passo a passo de como proceder.

Também nesta segunda-feira, serão também liberados da malha fina lotes residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2012. De acordo com a Receita, 711.309 declarações com expectativa de imposto a restituir ficaram retidos este ano, número 17,7% maior que em 2012.

A omissão de rendimentos foi o principal motivo que levou às declarações retidas, com 378.820 casos – ou 53% dos documentos presos na malha fiscal.

Além do site da Receita, outra forma de consultar o novo lote é por meio do Receitafone, pelo número 146. O contribuinte que quiser pode ainda baixar um aplicativo para tablets e para smartphones. A ferramenta permite a consulta tanto da restituição quanto da situação cadastral do CPF do contribuinte.

A Receita recebeu em 2013 o total de 26.034.621 declarações do IR. Neste ano, cerca de 7 mil contribuintes utilizaram smartphones e tablets acertar as contas com o Leão. Foi a primeira vez que a Receita autorizou este tipo de dispositivo.

A restituição do IR fica disponível no banco durante um ano. Se o resgate do valor não for feito nesse período, o contribuinte pode procurar qualquer agência do Banco do Brasil ou telefonar para a Central de Atendimento.

Nas capitais, o número é 4001-0001 e nas demais localidades a informação pode ser obtida pelo telefone 0800-729-0001. Esse contato permite agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em nome do contribuinte, em qualquer banco.

Fonte:IG

Compartilhar: