Recifenses levantam suspeita de atentado contra Campos, mostra jornal

De acordo com o jornal 'O Dia', nas ruas de Recife, a tese é a mais comentada pela população

ABr100713_DSC8128-e1379503115468

Dois dias depois da morte de Eduardo Campos, recifenses começaram a levantar suspeitas de um possível atentado contra o socialista. De acordo com o jornal ‘O Dia’, nas ruas de Recife, a tese é a mais comentada pela população. “Não tem um pernambucano que não desconfie dessa morte. O avião virou uma bola de fogo em pleno ar. Como assim? Era um dos aviões mais modernos do mundo. Tem treta nisso daí, pode crer que tem”, disse o jornaleiro Marivaldo Gomes à publicação.

“Ele sabia que corria esse risco. A família sabia. Tanto que nunca viajava no mesmo avião que o primogênito, João. Assim como ele também evitava viajar no mesmo avião que o avô Arraes. Político que pensa no povo não pode durar muito porque os poderosos não deixam”, insinuou Múcio Santana, outro simpatizante do político.

A família de Eduardo Campos ainda não levantou a hipótese de atentado mas o coordenador da campanha do político no Rio de Janeiro, Rubens Bomtempo, afirmou que não acredita que o amigo e companheiro de partido tenha sido vítima de nenhum atentado. “Prefiro nem acreditar numa coisa dessas. Acho que não dá para descartar nada nesse mundo, mas acho que não foi isso. É natural que os pernambucanos tenham esta impressão, já que Eduardo era um grande líder e virou uma espécie de herói regional”, disse Bomtempo ao jornal.

 

 

Fonte: iBahia

Compartilhar:
    Publicidade