“Rei do camarote”: Estelionatário com vida luxuosa foi preso em área nobre

Há suspeita de que detido movimentou mais de R$ 1 milhão de forma ilícita

Camaro amarelo foi apreendido na garagem do escritório do detido. Foto:Divulgação
Camaro amarelo foi apreendido na garagem do escritório do detido. Foto:Divulgação

Um estelionatário que ostentava vida de luxo foi preso em área nobre de Belo Horizonte. Brenno Fhelipe Saldanha Saliba, de 26 anos, foi intitulado pela Polícia Militar (PM) como o “Rei do camarote mineiro”. Ele foi detido em seu escritório, na rua Alagoas, na Savassi, região centro-sul da capital, após ser alvo de denúncia anônima no final da noite dessa quinta-feira (9).

A namorada de Saliba, também foi conduzida e o major Carlos Alves comentou sobre o perfil do estelionatário.

“Ele tem uma boa aparência, boa fluência verbal, boa apresentação. Ele tinha uma vida, como se diz na moda hoje, o Rei do camarote. Ostentava, baladas, dinheiros, mulheres né? Muitos produtos importados, relógios e perfumes caros”.

Ao notar a presença dos militares do 1º Batalhão da PM, Saliba, que cursava o sétimo período de administração, jogou vários cartões de crédito e até dinheiro pela janela do prédio, mas foi flagrado.

Depois de buscas no escritório onde o casal foi abordado, os policiais apreenderam mais de 150 cartões bancários em branco e 28 em nome do “Rei do camarote mineiro”, diversos aparelhos eletrônicos, bebidas importadas, roupas de grife e uma máquina de impressão de cartões. Além disso, um carro modelo Chevrolet Camaro amarelo ainda foi encontrado na vaga de garagem do estelionatário no edifício e recolhido. O veículo é avaliado em mais de R$ 200 mil e Saliba confirmou ser o dono do bem.

A polícia suspeita de que o detido movimentou mais de R$ 1 milhão de forma ilícita. Ele costumava vender produtos que adquiria com a prática de estelionato e, em apenas um mês, gastou mais de R$ 13 mil. Ele também chegou a viajar para Miami, nos EUA, apenas para fazer compras de produtos de luxo.

Saliba, que é filho de comerciante, já tinha passagem pela polícia exatamente por prática de estelionato no ano de 2010.

Fonte:R7

Compartilhar:
    Publicidade