Renan Barão admite ‘salvar’ UFC 173 e dá pista sobre estratégia contra americano

Lutador brasileiro, campeão dos galos, encara TJ Dillashaw e afirmou que o jiu-jitsu pode ser fundamental no duelo

Renan Barão será o protagonista do UFC 173. Foto: Divulgação
Renan Barão será o protagonista do UFC 173. Foto: Divulgação

Chamado às pressas para ser protagonista do UFC 173, Renan Barão literalmente não foge à luta. Após derrotar Urijah Faber, em fevereiro, e manter o cinturão dos galos, o brasileiro vai encarar o americano TJ Dillashaw, em Las Vegas, no dia 24 de maio.

Inicialmente, Chris Weidman e Vitor Belfort fariam o duelo principal da noite, válido pelo título dos médios, porém o brasileiro teve de desistir da luta, por conta da proibição do TRT (Terapia de Reposição de Testosterona), terapia que faz uso. Belfort foi prontamente substituído por Lyoto Machida e a data da luta não foi alterada. No entanto, Weidman precisou passar por cirurgia nos dois joelhos e o confronto acontecerá no dia 5 de julho.

A última luta de Barão aconteceu em 1 de fevereiro, quando nocauteou Urijah Faber, no UFC 169. O Ultimate dificilmente escala seus detentores de cinturão para lutar com um intervalo de tempo tão curto, mas o brasileiro foi a alternativa encontrada para apagar o incêndio.

1238360_604767516284469_5041754444318499277_n

“Na realidade, eu prefiro até descansar mais um pouco, mas o UFC precisou dos meus trabalhos, eu estou aí para tentar salvar o evento. Infelizmente, o Weidman se machucou, que faria a luta com o Lyoto, então eu fui chamado para substituir”, disse Renan Barão, em bate-papo com jornalistas em São Paulo.

Porém, apesar do imprevisto, o lutador potiguar acredita que estará preparado fisicamente e tecnicamente para o confronto. “De maneira alguma atrapalhou. O nosso campi dura dois meses, umas oito semanas. Depois da última luta eu parei uns 10 ou 15 dias e depois voltei a treinar e ajudar alguns amigos também. Estarei 100% preparado”, afirmou o campeão dos galos.

Questionado sobre os pontos fracos de TJ Dillashawe a estratégia da luta, Barão primeiramente desconversou, porém depois disse que deve testar o jiu-jitsu do rival.  “É um cara duro, que vem de grandes vitórias. Ele é muito bom no wrestling, está melhorando na parte em pé, mas não mostrou nada no jiu-jitsu ainda. Vamos ver se ele é bom de jiu-jitsu”.

UFC 173

Card principal:
Peso-galo: Renan Barão x TJ Dillashaw
Peso-meio-médio: Robbie Lawler x Jake Ellenberger
Peso-galo: Takeya Mizugaki x Francisco Rivera
Peso-leve: Jamie Varner x James Krause

Card preliminar:
Peso-leve: Michael Chiesa x Francisco Massaranduba
Peso-leve: Tony Ferguson x Katsunori Kikuno
Peso-galo: Chris Holdsworth x Chico Camus
Peso-leve: Al Iaquinta x Mitch Clarke
Peso-leve: Anthony Njokuani x Vinc Pichel
Peso-pena: Sam Sicilia x Doo Ho Choi
Peso-meio-médio: Danny Mitchell x Li Jiangliang

Fonte: IG

Compartilhar: