Barão usa ‘brincadeira’ de rival como motivação e quer ‘dar o troco’

Lutador potiguar comemorou a oportunidade de poder enfrentar Dillashaw de forma imediata

barao

A data do reencontro já está marcada. No próximo dia 30 de agosto, pelo UFC 177, que acontece na Califórnia, Renan Barão tentará recuperar o cinturão dos galos do Ultimatecontra o americano TJ Dillashaw, para quem perdeu em maio deste ano por nocaute técnico, no UFC 173.

Em entrevista exclusiva à TATAME, Barão comemorou a oportunidade de poder enfrentar Dillashaw de forma imediata. O brasileiro, que não perdia há quase dez anos até o último revés, não vê a hora de recuperar o título.

“Estou muito feliz com a notícia da revanche. Na primeira luta não mostrei nada do que poderia. Levei uma pancada no início e fiquei o combate todo no automático. Mas agora vou recuperar o que é nosso (do Brasil). Não me arrependo de ter aceito a luta em cima da hora naquela vez. O Dillashaw que se prepare, retornarei mais forte e pretendo ficar com essa cinta por muito tempo”, afirmou o potiguar.

Após a vitória do americano, a equipe do novo campeão dos galos postou uma foto nas redes sociais na qual o nome do brasileiro figurava entre os inscritos em um seminário de Muay Thai ministrado pelo então treinador da Alpha Male, Duane Ludwig. A brincadeira, que fazia uma alusão à atuação abaixo da média de Barão no duelo, porém, não incomodou o lutador. Segundo ele, coisas do tipo servem apenas de estímulo.

“Isso só me da mais força para treinar e voltar melhor. Quem ri por último, ri melhor. Vamos ver o que vai acontecer depois da próxima luta. Fiquei tranquilo quando vi a brincadeira. Cada um tem sua consciência, faz o que quer. Eu mesmo nunca fiz isso e ganhei do Urijah Faber duas vezes… Agora meu foco é apenas em dar o troco no octógono”, disse Renan.

 

Fonte: Tatame

Compartilhar:
    Publicidade