Respostas

O escapismo é uma prática tão comum na política brasileira quanto a compra de votos nas regiões mais distantes, onde…

O escapismo é uma prática tão comum na política brasileira quanto a compra de votos nas regiões mais distantes, onde a influência financeira é mais importante do que o trabalho desenvolvido a favor do povo. O tempo está recheado de bons exemplos de homens públicos que, diante do confronto com a mais difícil realidade, prefere silenciar, fugir, escapar.

No Rio Grande do Norte nunca foi diferente, com raras exceções, faça-se justiça. Hoje, é a governadora Rosalba Ciarlini que prefere silenciar diante das perguntas mais cascudas. Não é a primeira vez que se cobra aqui um posicionamento da gestora em relação ao caos na insegurança, aos problemas da saúde ou sobre a onda da greves prestes a recomeçar.

Enquanto o povo espera por soluções para problemas quase eternizados pela sequência de governos ineficazes, a Rosa tenta falar apenas do que lhe rende retorno positivo. Na ponta dessa lista, claro, a construção do Arena das Dunas e do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. Como se essas duas conquistas fossem abafar todos os problemas encontrados na falta de ação de um governo que representava a esperança.

Sob a estratégia de evitar assuntos indigestos, a governadora também rejeitou falar, nas últimas semanas, sobre as denúncias requentadas na imprensa nacional sobre um possível caixa 2 na campanha potiguar de 2010, e também se recusou a responder sobre a influência que seu quase afastamento do cargo causaria no pleito de 2014. Melhor falar da Copa e do novo terminal para aviões de grande porte.

Nesse ritmo, Rosalba caminha para obter duas vitórias históricas na sua administração, que serão justamente o novo estádio e a conclusão do projeto de quase 10 anos em São Gonçalo. Mas, mesmo assim, tem tudo para terminar o governo com um desgaste que, só é justo, devido a sua falta de respostas a questões essenciais a qualquer sociedade. Não dá para falar sempre de coisa boa. É preciso enfrentar e vencer o que é negativo.

 

CARA PARA BATER
Por falar em respostas, a ex-governadora Wilma de Faria teve pela frente uma crise bem mais grave do que as enfrentadas por Rosalba, já que teve o próprio filho, Lauro Maia, condenado a 16 anos de prisão por corrupção. Mas, apesar da gravidade do tema, não ficou em silêncio. Wilma defendeu o herdeiro e, apesar das provas em contrário, disse acreditar em sua inocência. Pelo menos respondeu.

REFORMA POLÍTICA
O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, discursou em rede nacional de rádio e TV ontem a noite e, após analisar os projetos aprovados pelo órgão em 2013, prometeu, entre outras coisas, colocar em discussão a esperada reforma político no próximo ano. Dentro dela, quer debater o fim ou não da reeleição para os cargos no Executivo. Polêmica à vista.

BALANÇO
O Tribunal de Justiça do RN alcançou o índice de 53,63% da Meta 18. Estabelecida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), essa meta visa o julgamento, até o fim de 2013, das ações de improbidade administrativa e das ações penais relativas a crimes contra a Administração Pública ajuizadas até o final de 2011. Atualmente, o Judiciário estadual julgou 800 processos do acervo de 1.520 ações abrangidas por esta meta, restando ainda 720 ações por julgar.

CRISES
Contagem regressiva para a retomada de greves de servidores do Itep e da Polícia Civil. Os trabalhadores dos setores de Saúde e Educação do Estado também devem voltar a cruzar os braços. Expectativa nada positiva para os potiguares que dependem destes serviços para 2014. Pelo visto, será preciso ter muita paciência no ano novo.

RECONHECIMENTO
O final de ano foi de homenagens para o presidente da Fecomércio, Marcelo Fernandes de Queiroz. Nos dias 21 e 23 de dezembro ele foi agraciado com os títulos de cidadão de duas importantes cidades potiguares: Santana do Matos e Pedro Avelino, respectivamente. Os títulos são o reconhecimento que o presidente vem recebendo em virtude do processo de interiorização das ações do Sistema Fecomércio.

TURISMO
A Companhia Docas do RN entrega amanhã, às 8h, os anexos I e IV do Terminal Marítimo de Passageiros (TMP) do Porto de Natal. Na oportunidade, será oferecido um café da manhã para os funcionários e a imprensa. Na ocasião, será realizada a recepção ao cruzeiro Delphin, que atracará no Porto amanhã com 332 passageiros vindos da Europa e mais 209 tripulantes.

VIRADA DE ANO
Em uma época onde as festas de Réveillon estão cada vez mais caras, a Prefeitura de Natal prepara muita festa gratuita para a população, por meio da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte). O município vai promover eventos em três pólos espalhados pela cidade. Um na Praça do Cruzeiro na Praia da Redinha, outro no Beco da Lama no Centro Histórico e ainda no Ponto 7 em Ponta Negra (avenida Roberto Freire).

DESPEDIDA
O prefeito Carlos Eduardo Alves decidiu voltar com o tradicional beija-mão, os cumprimentos da população para com o chefe do Executivo. A atividade havia sido extinta pela ex-prefeita Micarla de Sousa desde o primeiro ano de sua administração. Na época, se criticou o ato, sendo apontado como algo do tempo do Império. Faz sentido.

GIRA MUNDO

Os shopping centers tiveram o pior Natal em cinco anos, segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). Considerando-se lojas que já estavam funcionando no Natal de 2012, o faturamento ficou estável – ou seja, na média, não houve alta nem queda. O desempenho variou de acordo com o setor. O de vestuário foi o que teve o pior desempenho na data: o faturamento caiu 1%. Esse setor é muito importante para os shopping centers porque concentra a maior parte das lojas nesses empreendimentos.

 

Compartilhar: