Restaurantes oferecem comida 60% mais cara na Campus Party 2014

Além do preço abusivo, visitantes reclamam de falta de limpeza e forte calor

Campuseiros reclamam de calor nas barracas e alguns preferem dormir em sofás da arena. Foto:  Divulgação/Campus Party
Campuseiros reclamam de calor nas barracas e alguns preferem dormir em sofás da arena. Foto:
Divulgação/Campus Party

Os restaurantes instalados na maior feira de tecnologia do Brasil, a Campus Party 2014, estão abusando nos preços na comida oferecida aos visitantes. Pelo menos é o que acreditam os presentes na feira, que chegam a pagar preços 60% mais altos em um mesmo prato – de um mesmo restaurante que também existe fora do evento.

Há exemplos dentro e fora da área restrita a pagantes. A Casa do Pão de Queijo, que fica no setor aberto ao público geral, chega a cobrar R$ 4 por um pão de queijo pequeno – 100% a mais que o preço normalmente cobrado nas ruas, de R$ 2.

Na área paga, onde visitantes já desembolsaram dinheiro para o acesso a palestras e acampamento, a rede de lanches Black Dog oferece o combo de um hot dog tradicional com fritas e refrigerante por R$ 22, enquanto o hot dog tradicional prensado sai por R$ 16. Fora da Campus, o combo na sua versão mais simples custa R$ 18,90 e o hot dog prensado sai por R$ 10,60.

E não são só elas: a Domino’s cobra R$ 15 por uma mini-pizza. Já o Restaurante Churrascaria, o restaurante oficial do Anhembi, cobra R$ 12 por uma garrafa de Coca-Cola de 2 litros, como conta o estudante Wesley Silva.

– Além de cara, a comida é ruim.

Para alguns visitantes, nem mesmo a opção mais atraente – a do self-service – parece realmente vantajosa. Para comer bem, quem vai à feira tem que pagar R$ 25 pela refeição. Dos R$ 50 por dia no mesmo local (almoço e jantar), a conta de quem se hospeda no evento pode chegar a R$ 250 só com comida.

Calor e sujeira

O calor é um dos vilões do evento. Para refrescar os visitantes, pequenos ventiladores foram espalhados por todo o pavilhão, mas não parecem o suficiente, de acordo com Nansson Marvila, um dos estudantes que acampa no evento neste ano.

– Ontem dormi em um destes sofás (da arena). Durante a noite eles são disputados a tapa porque aqui fora há menos calor.

A sujeira também piora as condições dos visitantes. Os banheiros ficam permanentemente sujos e tanto pias quanto sanitários ficam em boa parte entupidos. Mesmo assim, quem visita a feira consegue se divertir. O empresário Caio Beck, que está no evento pela quarta vez, diz que vem principalmente para aprender nas palestras e workshops sobre empreendedorismo e se divertir.

– A desorganização faz parte. A falta de limpeza também é muito grande, principalmente no banheiro.

 

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade