RESULTADO

A eleição de Mossoró, que vai ocorrer neste domingo, já tem vencedor: Silveira Jr. Como a disputa real acontece somente…

A eleição de Mossoró, que vai ocorrer neste domingo, já tem vencedor: Silveira Jr. Como a disputa real acontece somente entre Silveira e Larissa Rosado, já é possível antecipar o resultado do pleito, diante da situação de inelegibilidade da filha de Sandra. Ela está com registro indeferido.

NULIDADE

O fato é que os votos que forem dados a Larissa, não serão contabilizados como dela, mas nulos. Isso vai ocorrer, salvo se o PSB conseguir reverter a condição de inelegibilidade da filha de Laíre no Tribunal Superior Eleitoral. Do contrário, o nome de Larissa e sua respectiva votação não aparecerão nos mapas originados pela urna eletrônica e divulgados oficialmente pela Justiça Eleitoral. O próprio sistema evita contabilizar votos de quem não tem registro deferido.

AUSÊNCIA

A presença mais aguardada na campanha de Larissa em Mossoró, transformou-se na ausência mais comentada. O ex-governador Eduardo Campos, presidenciável do PSB, não apareceu para o encerramento da movimentação de Larissa. As desculpas foram muitas; sem convencer.

DESCULPA

A verdade é que Eduardo Campos é candidato a presidente da República e tudo que disser ou fizer, terá amplificação nacional. No caso específico, a imprensa poderia dizer que o neto de Miguel Arraes participou da campanha de uma candidata ficha suja e sem registro na Justiça Eleitoral, que poderia ser traduzido como uma fraude ao eleitorado, na medida em que você pede votos para alguém que legalmente não pode receber votação.

FRAUDE

Os políticos do RN, especialmente Henrique Alves, Garibaldi Filho e Wilma de Faria, participaram dessa fraude em Mossoró. Afinal, em nenhum momento, eles disseram ao eleitor a real situação jurídica de Larissa, preferindo um discurso fácil de perseguição e injustiça, cometendo um verdadeiro estelionato com o eleitorado. Feio. Muito feio.

VAIA

Sherloquinho quer saber de quem foi a idéia de fazer Henrique Alves falar na festa da vitória do América, na Arena das Dunas. O marido de Laurita levou uma sonora e estridente vaia de quase 20 mil torcedores. E olhe que toda a imprensa estava levantando a bola do parlamentar, dizendo que ele foi o responsável pelo patrocínio da Caixa ao clube potiguar. Imagine se não estivesse com a imagem boa.

ARRECADAÇÃO

A arrecadação do Governo do RN é crescente, batendo recordes. Apesar disso, a governadora Rosalba Ciarlini continua pagando em atraso o funcionalismo e dando calote nas instituições que precisam do Cidadão Nota 10.

ARROGÂNCIA

Para piorar a situação, o secretário de Planejamento, Obery Rodrigues, disse na Tribuna do Norte que não iria pagar os R$ 11 milhões de débito porque não tinha verba. Acrescentou que não iria mais falar no assunto. Além de incompetente e marcar sua gestão pelo atraso na folha e desarranjo nas finanças do Estado, o titular da Seplan também dá mostras de arrogância e prepotência.

AUMENTO

A presidente Dilma anunciou aumento para o Bolsa Família. O folclórico ‘Seu Lunga, não perdoou: “Pra comemorar o dia do trabalho, a presidenta anuncia que vai aumentar a renda de quem não trabalha. Né de lascar?”.

DESISTÊNCIA

A prefeita cassada de Mossoró, Cláudia Regina, divulgou nota oficial a respeito da desistência da candidatura. Diferentemente da insistência, recheada de devaneios, delírios e desafios ao bom senso, a nota da desistência prima pela sensatez.

DESISTÊNCIA II

Cláudia Regina agradeceu ao eleitorado e concluiu com a declaração de voto nulo ou em branco: “Agradeço a você, que sempre esteve do meu lado, e que me deu o seu apoio para seguir de cabeça erguida. Em respeito ao seu voto e à sua vontade, não apoiarei nenhum candidato”. Correta posição. O contrário seria a negação de tudo que pregava. Saída digna.

Compartilhar: