Retorno do zagueiro Ben-Hur não depende de acerto trabalhista

Ben-Hur também disse que já apresentou cinco propostas à diretoria alvinegra e que nunca obteve respostas

Zagueiro ganhou ação de R$ 534 mil contra o ABC. Foto: Divulgação
Zagueiro ganhou ação de R$ 534 mil contra o ABC. Foto: Divulgação

Atuando pelo Trindade Atlético Clube, de Goiás, o zagueiro Ben-Hur disse hoje que um provável retorno ao ABC independe de qualquer acerto no processo trabalhista que move contra o clube, ação que já está em fase de execução definitiva no valor de R$ 534.890,64. “Tenho um grande e eterno respeito pela torcida do ABC, mas meu possível retorno ao clube independe de qualquer acerto no processo trabalhista. Pode ser que um acordo venha a existir, desde que uma coisa independa da outra”, revelou.

Ben-Hur também disse que já apresentou cinco propostas à diretoria alvinegra e que nunca obteve respostas. “Até hoje o ABC não deu resposta sobre as propostas enviadas, já foram cinco em três meses e nenhuma resposta ou contraproposta até o momento”, revelou o zagueiro que também fez questão de dizer que não pretende encerrar a carreira tão cedo. “Ainda tenho muito futebol pra apresentar, depois do ABC fui capitão no Vila Nova, Anapolina e agora no Trindade, e pretendo continuar jogando em alto nível e por muitos anos ainda”, disse.

O técnico Roberto Fernandes comanda treino hoje à tarde no CT Alberi Ferreira de Matos. Os laterais Patrick, Dimas e Guto, o volante Daniel Paulista, os meias Júnior Xuxa, Lúcio Flávio e Maicon e os atacantes Gilmar e Alvinho irão fazer um treino físico em separado. O volante Rodrigo Santos e o meia Júnior Timbó seguem entregues ao Departamento Médico.

Compartilhar:
    Publicidade