Revelação de Felipão pega estafe dos jogadores de surpresa

A declaração foi vista com surpresa entre pessoas muito próximas ligadas a alguns atletas

Revelação de Felipão pega estafe dos jogadores de surpresa. Foto: Divulgação
Revelação de Felipão pega estafe dos jogadores de surpresa. Foto: Divulgação

Na última segunda-feira, o técnico Luiz Felipe Scolari declarou em um bate-papo informal com seis jornalistas na Granja Comary que se arrepende da convocação de um dos 23 jogadores do elenco que disputa a Copa do Mundo. A declaração foi vista com surpresa entre pessoas muito próximas ligadas a alguns atletas, assim como para a imprensa que cobre a Seleção Brasileira.

A desconfiança é saber quem seria esse jogador ou se Felipão fez essa declaração apenas para dar uma chacoalhada no grupo. A repercussão da fala, foi até motivo de uma pergunta ao volante Ramires na entrevista concedida pelo jogador nesta terça-feira.

“Essa informação estou sabendo através de vocês, ele não comentou com nós jogadores. A gente não está sabendo de nada disso, é uma resposta que ele pode dar melhor para vocês. Nós jogadores fomos escolhidos por ele e ele vai saber melhor como responder essa pergunta”, disse o jogador, visivelmente constrangido.

Ao longo da trajetória, tanto Felipão como os jogadores sempre se mostraram fechados com o grupo escolhido. Um exemplo disso foi uma declaração do capitão Thiago Silva antes da partida diante do México, quando o treinador não saberia se contaria com Hulk. “Eu acho que o Felipão fez uma lista de 23 com todos os jogadores com condições de poder entrar em campo. Pode escolher qualquer um com os olhos fechados”.

A reportagem apurou que as lideranças do grupo foram avisadas de que Felipão teria a conversa com os jornalistas, porém não sabiam ao certo o que seria dito pelo comandante da Seleção Brasileira no papo. No estafe dos jogadores chegaram informações truncadas do que foi dito que geraram mal estar entre pessoas ligadas até a atletas titulares da equipe.

Algumas dessas pessoas até ameaçaram tirar satisfação com o treinador ou sua assessoria, mas depois voltaram atrás. Entre os jogadores ainda não é sabido se há um mal estar com as declarações, até porque eles acompanharam pouco do que foi dito por Felipão e costumam receber essas informações por pessoas próximas, que tem o cuidado de filtrar tudo o que foi dito.

Fato é que no grupo de jogadores sempre foi exaltada a postura de Felipão de ter um perfil de defender seus jogadores, assim como Dunga fez na Copa do Mundo de 2010 e que os atletas sentiam falta no período de Mano Menezes na Seleção. Caso sejam interpretadas erradas as declarações, essa confiança pode ser abalada.

Durante esta terça-feira o que se viu foi a preocupação de Luiz Felipe Scolariem dialogar com seus atletas para falar sobre o desempenho da equipe taticamente, tecnicamente e psicologicamente. O treinador fez uma conversa de cerca de uma hora com todos os 23 jogadores antes do treinamento realizado na tarde de ontem.

Na atividade, que foi marcada por um amistoso pouco produtivo dos reservas com a equipe sub-20 do Fluminense, foi possível ver Felipão sentar no meio dos titulares, que assistiam o treino do banco de reservas, para conversar gesticulando sobre algum posicionamento dentro de campo.

Além da conversa com o comandante da Seleção, o grupo recebeu a visita da psicóloga Regina Brandão. A profissional declarou que a presença na Granja Comary fazia parte de um planejamento. Porém, veio a calhar justamente em um período que o grupo está sendo bastante criticado por deixar as emoções transparecerem de forma abusiva durante as partidas.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade