RN corre contra o tempo perdido para se apresentar como destino na Copa do Mundo

Com pouco tempo para trabalhar, entidades estão preocupadas com o retorno do evento Fifa este ano

Ideia é promover o destino RN usando a  visibilidade do evento global da Fifa e  equipamentos como o Arena das Dunas serão importantes. Nova diretoria do Natal Convention Bureau tomou posse ontem. Foto: Divulgação
Ideia é promover o destino RN usando a
visibilidade do evento global da Fifa e
equipamentos como o Arena das Dunas serão importantes. Nova diretoria do Natal Convention Bureau tomou posse ontem. Foto: Divulgação

Marcelo Hollanda
hollandajornalista@gmail.com

Com nova presidente, que tomou posse ontem para um mandato de dois anos, a empresária da hotelaria Emanuelle Barreto, o Natal Convention Bureau apresenta na próxima semana o planejamento estratégico de ações para 2014, ano da Copa do Mundo.

O documento, que ainda está em fase de acabamento, será apresentado para os mais de 90 mantenedores do Convention, que este ano pretende trabalhar intensamente a promoção do destino a partir de ações integradas de todo o trade.

Segundo Emanuelle Barreto, a intenção é usar todos os expedientes possíveis, para obter um retorno de mídia do evento Copa para o destino. “E isso só se consegue trabalhando com todos os segmentos ligados ao turismo e não só a hotelaria”, afirmou.

Ao contrário do que acontecia antigamente, quando o Governo do Estado anunciava o valor do investimento para promoção turística anual e o trade reclamava dos recursos sempre escassos, agora com a falta crônica de investimentos públicos estaduais e a dependência dos recursos federais específicos fez os segmentos ligados ao turismo se mexerem diferente.

Mesmo antes de buscar os canais oficiais de negociação, que falam linguagens diferentes para se promoverem, Emanuelle Barreto resolveu inovar, desmistificando o discurso de que trazer mais turistas depende de apenas um setor interessado. “Todo mundo tem o que oferecer ao nosso plano e fazer com que todos participem por meio de suas entidades de classe”, acrescentou.

Faltando poucos meses para a Copa, a ideia é promover o destino usando a visibilidade do evento global da Fifa. “Com a entrega de importantes equipamentos, como a Arena das Dunas, e as próprias obras de mobilidade, as ações de promoção buscarão novas parcerias em ações pontuais”, antecipou Emanuelle.

Ela citou a ação desenvolvida pela Câmara Empresarial do Turismo da Federação do Comércio, que tem dois assentos no Conselho do Natal Convention Bureau. Os empresários se preparam neste momento para fazer uma incursão ao México e aos EUA com a missão específica de se reunir com operadores turísticos nesses dois países.

Ainda ontem, membros da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio se reuniram com a consultora Sarah Albrecht, para dimensionar as oportunidades trazidas pelo evento Copa e as maneiras de tirar aproveitamento dessa oportunidade única, já que a primeira e a última Copa do Mundo aconteceu no Brasil em 1950.

“Os turistas virão para Natal de qualquer forma, para verem suas seleções em campo. O que nós precisamos é fazer com que estes visitantes possam vir não apenas para Natal, mas também para outros destinos do RN. É uma forma de ampliar o leque de benefícios gerados pela Copa”, explicou a consultora.

Segundo o coordenador da comissão, George Gosson, ainda esta semana uma nova reunião com os associados apresentará os custos da viagem e, principalmente, todo o benefício que ela trará. “Vamos organizar tudo o mais rápido possível, pois temos pouco tempo e muito que fazer”, comentou.

Pegou muito mal a informação, divulgada esta semana, de que nenhum das seleções com jogos marcados na Arena das Dunas se hospedará em Natal por falta de estrutura para dar tranquilidade às equipes – isso inclui centros de treinamento.

O México, que joga aqui, escolheu a cidade de Santos; a Itália, Mangaratiba, no Rio e o Uruguai, para Sete Lagoas, em Minas. Nem Gana, outra das seleções aguardadas, poderá comparecer – vai para a vizinha Maceió e a Grécia escolheu Aracaju. Justiça seja feita: o mesmo problema atingiu Recife e Fortaleza, duas sedes da Copa.

Pelo calendário da Fifa, o México enfrenta Camarões no estádio Arena das Dunas, no dia 13 de junho, enquanto os Estados Unidos pegam a seleção de Gana três dias depois.
Uma proposta trabalhada pelo Sebrae do RN, que é parceira da Fecomercio, quer ofertar  seis destinos consolidados do Rio Grande do Norte: Tibau do Sul/Pipa, Natal, São Miguel do Gostoso, o Polo Costa Branca, Litoral Sul (sobretudo Nísia Floresta e Parnamirim) e o Litoral Norte do Estado.
A primeira rodada de negócio está marcada para o dia 11 de março, na cidade de Miami, no estado da Flórida, nos Estados Unidos. No dia 13, o encontro ocorrerá na Cidade do México. A ideia é que os empresários potiguares apresentem seus negócios, em cada um dos países, a 20 empresas demandantes do setor de turismo com potencial para comprar o destino Rio Grande do Norte.
Pelo planejamento que o Natal Convention Bureau apresentará a seus mantenedores na próxima semana, a entidade também projeta aumentar substancialmente seu número de associados, prospectando 60 novos em 2014. E, desses, a entidade espera captar  pelo menos 20. Nos primeiros dias deste ano, o NCB já recebeu a adesão de 10 novas empresas em seus quadros.

Compartilhar: