No RN, Luciana Genro ataca política agrária de presidente Dilma Rousseff

Luciana disse que defenderá o projeto de Reforma Agrária Popular, defendido no último Congresso Nacional do MST, caso eleita

Luciana Genro acompanhou Robério Paulino em discurso para integrantes do MST. Foto: Divulgação
Luciana Genro acompanhou Robério Paulino em discurso para integrantes do MST. Foto: Divulgação

Candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, visitou um acampamento do MST em João Câmara, no Rio Grande do Norte, nesta segunda-feira, e criticou a política agrária da presidente Dilma Rousseff. “Foi a presidenta que menos desapropriou terras para a reforma agrária, desde a ditadura. Independente de quem governe, é necessário seguir ocupando terras para enfrentar o latifúndio”, declarou.

O acampamento Dom Tomás Balduíno tem mais de 400 famílias. Luciana disse que defenderá o projeto de Reforma Agrária Popular, defendido no último Congresso Nacional do MST, caso eleita. “A reforma agrária é uma medida fundamental para combater a inflação dos alimentos. Ao invés de aumentar a taxa de juros, o governo deve fortalecer a agricultura familiar, que põe comida na mesa da cidade”, defendeu.

Luciana Genro estava acompanhada do candidato do PSOL ao governo do Rio Grande do Norte, Robério Paulino, do candidato do partido ao Senado, Lailson de Almeida, do vereador de Natal pelo PSOL, Sandro Pimentel, e de candidatos do PSOL à Câmara dos Deputados e à Assembleia Legislativa.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade