RN recebe nesta 2ª feira mais 91 cubanos do “Programa Mais Médicos”

Nesta segunda etapa do programa federal, profissionais serão lotados em 72 municípios

Recepcionados por Garibaldi e Rosalba, médicos se  juntam aos 53 que já estão em atividade no Estado.  Ao todo, 90 municípios e quase 500 mil foram  beneficiadas até agora. Foto: José Aldenir
Recepcionados por Garibaldi e Rosalba, médicos se
juntam aos 53 que já estão em atividade no Estado.
Ao todo, 90 municípios e quase 500 mil foram
beneficiadas até agora. Foto: José Aldenir

Roberto Campello
Roberto_campello1@yahoo.com.br

O Rio Grande do Norte recebe nesta segunda-feira mais 91 médicos cubanos que atuarão na Estratégia Saúde da Família, dentro do Programa Mais Médicos, do Governo Federal. Parte dos médicos chegou por volta do meio dia e foram recepcionados pela governadora Rosalba Ciarlini e pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho. Os demais devem desembarcar em Natal por volta das 23h, na Base Aérea de Natal.

A vinda dos médicos cubanos faz parte do convênio de Cooperação Técnica com a Organização Pan Americana da Saúde (OPAS). Esses profissionais se juntam aos 53 que já estão em atividade no estado, totalizando 144 médicos do programa em 90 municípios. Com isso, o Mais Médicos chegará a contemplar quase 500 mil pessoas que não tinham acesso a atendimento médico em atenção básica.

O novo grupo de profissionais que chega ao Estado corresponde à segunda etapa do segundo ciclo do Programa Mais Médicos. Eles serão lotados em 72 municípios. De acordo com Hugo Mota, coordenador da Comissão Estadual do PROVAB/Mais Médicos, depois que os profissionais chegarem passarão, na terça-feira (3), por um momento de acolhimento em Natal, para conhecer a realidade do Sistema Único de Saúde do Estado. Eles permanecem em Natal até a sexta-feira (6) e depois seguem para os municípios onde também passarão por um acolhimento para conhecer a estrutura de saúde de onde serão lotados.

“O foco do programa é a atenção básica. Com ele, o Ministério da Saúde está levando profissionais e estruturando as Unidades Básicas de Saúde para um atendimento qualificado para a população que mais precisa. Além de diminuir as desigualdades na distribuição de médicos em regiões com alta vulnerabilidade social”, disse Hugo Mota. A previsão é que os médicos comecem a atuar a partir do dia 9 de dezembro nos municípios. Os médicos estavam participando do módulo de acolhimento e avaliação do Mais Médicos. A aprovação no curso é condição para a emissão do registro profissional provisório pelo Ministério da Saúde, sem o qual os médicos não podem atuar no Brasil.

O coordenador estadual do PROVAB/Mais Médicos explicou que estes novos profissionais devem completar as equipes do Programa Estratégia Saúde da Família que estão incompletas. Além disso, alguns serão deslocados para abrir novas equipes. Atualmente, há 939 equipes no Rio Grande do Norte, quando o necessário seria 1.612 equipes da Saúde da Família, levando em consideração o que preconiza o Ministério da Saúde de um médico para cada dois mil habitantes. Hugo Mota disse que atualmente o Programa Saúde da Família tem uma cobertura de 81,8%.

“Desde que o programa começou a atuar no Rio Grande do Norte estamos tendo boas respostas, principalmente porque estamos conseguindo mudar o processo de trabalho das equipes, que precisam trabalhar 40 horas semanais. Além disso, com um maior monitoramento estamos conseguindo melhorar na infraestrutura da assistência à saúde nos municípios”, afirmou Hugo Mota, coordenador estadual do PROVAB/Mais Médicos.

No Estado, o Programa é monitorado pela Comissão Estadual do Programa de Valorização dos Profissionais na Atenção Básica (Provab). A Comissão Provab/Mais Médicos é composta por técnicos da Sesap, Conselho de Secretários Municipais de Saúde do RN (Conasems) e pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Universidade Estadual do RN (UERN).

Compartilhar: