Rosalba, Wilma, Henrique Alves e Fátima disputam “paternidade” do novo aeroporto

Com interesses eleitorais, políticos ressaltam os elogios feitos a eles na inauguração do novo aeroporto

Foto: Demis Roussos
Foto: Demis Roussos

Ciro Marques

Repórter de Política

Após décadas no papel e uma série de incertezas depois da obra iniciada, o novo aeroporto de Natal (que fica em São Gonçalo do Amarante) foi, finalmente, inaugurado na manhã desta segunda-feira. Como 2014 é um ano eleitoral, é obvio que muitos pré-candidatos (ou aqueles que querem estar nessa condição) disputam os louros da obra, que representa para muitos como um “marco” no desenvolvimento potiguar.

Tanto é assim que após a inauguração, as assessorias de comunicação do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB, pré-candidato ao Governo); da vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB, pré-candidata ao Senado); da deputada federal Fátima Bezerra (PT, pré-candidata ao Senado); e da governadora Rosalba Ciarlini (DEM, que tenta se lançar candidata ao Governo), fizeram questão de enaltecer o trabalho de seus assessorados na viabilidade do novo aeroporto. Foi uma clara disputa pela “paternidade” da obra.

No caso de Rosalba Ciarlini, por exemplo. Ela, que ainda espera conseguir na Convenção do DEM, marcada para o dia 15, o apoio do partido para disputar a reeleição, teve seu trabalho ressaltado no release oficial do Governo do Estado sobre a inauguração do aeroporto. “A inauguração do Aeroporto é um marco na história e na economia do Rio Grande do Norte. Nos esforçamos para que estivesse pronto antes da Copa, pois sabemos da visibilidade e oportunidade de atrair novos negócios. Certamente em um futuro próximo poderemos colher os frutos de mais essa conquista”, disse Rosalba.

E não foi só isso. As palavras elogiosas, como as do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, também foram ressaltadas no texto. “Agradeço e reconheço o esforço do Governo do RN, na pessoa da Governadora Rosalba Ciarlini, seus dirigentes e funcionários, na viabilização desse projeto”, elogiou o ministro, que também falou de Henrique Alves, mas essas palavras não foram citadas no texto oficial do Governo.

Do outro lado, a ex-governadora Wilma também fez questão de ressaltar seus atos, enfatizando “a determinação dela e da sua equipe para a viabilização da primeira Parceria Público-Privada, que fez com que o Aeroporto de São Gonçalo se tornasse realidade”. “Sabíamos que este terminal seria determinante para a evolução do nosso estado e concretização de vários projetos que lutamos para acontecerem e impulsionarem nossa economia, inclusive como a Zona de Processamento de Exportação, que está sendo criada na região e teve seu processo iniciado no nosso governo”, disse Wilma durante a inauguração, relembrando que trabalhou para a obra.

Além das palavras da própria Wilma, a assessoria da vice-prefeita também citou no texto enviado à imprensa os elogios ditos por outros: “O trabalho de Wilma para viabilização dos investimentos foi destacado por políticos, como o prefeito Carlos Eduardo, o ministro da Aviação, Moreira Franco e o presidente da Câmara Federal, o deputado Henrique Alves. Depois, ainda citou a fala elogiosa de Henrique à Wilma: ‘Nosso reconhecimento à ex-governadora Wilma. Naquela época nem éramos aliados, mas somávamos pelo bem do nosso estado’”.

Henrique foi, talvez, o que menos se vangloriou pela inauguração do novo aeroporto. Foi apenas um parágrafo destinado aos elogios feitos a ele, pelo menos, no texto enviado pela assessoria dele pós-evento. O parágrafo, porém, teve as palavras elogiosas da presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

“Em seu pronunciamento, o ministro Moreira Franco leu uma mensagem enviada pela presidenta Dilma Rousseff em que ela faz menção ao presidente da Câmara. ‘O deputado Henrique Alves deve estar duplamente gratificado’, saudou, referindo-se ao nome do aeroporto: Aluízio Alves, pai de Henrique”, afirmou o texto.

Fora da chapa pré-formada por Henrique e Wilma, a petista Fátima Bezerra fez questão de destacar em entrevista o papel protagonista dos presidentes Lula e Dilma, para que esse projeto, que se arrastava por quase duas décadas, saísse enfim do papel. “O que acaba de ser inaugurado não é apenas mais uma obra. O aeroporto será um modal impulsionador do desenvolvimento do nosso Rio Grande do Norte. Quase vinte anos e os governos anteriores a Lula e Dilma não botaram sequer um paralelepípedo no aeroporto. Foi no governo do PT e aliados que esse sonho hoje se torna realidade”, disse Fátima em entrevista à imprensa.

Compartilhar: