Sandro Peretto reconstitui em Natal mítico show de 1972 do beatle mais criativo

Apresentação única no Teatro Riachuelo, no dia 12 de abril; DVD Live In the New York City é base do repertório

R6U45UUI

Conrado Carlos

Editor de Cultura

Se os Beatles nunca vieram à América Latina (quase foram ao México, em 1965), John Lennon ressuscita para reproduzir em Natal o mítico show de 1972, em Nova York. A brincadeira é proposta por Sandro Peretto, o integrante do grupo All You Need Is Love que imita o mais criativo dos Fab Four em uma apresentação que promete atrair muita gente ao Teatro Riachuelo no dia 12 de abril, às 21h30. Tributo Imagine – John Lennon, é uma homenagem composta por temas clássicos, Come Together, Instant Karma, Imagine.

Sandro apresenta o mesmo figurino e gestual do espetáculo original, uma das caracterísitcas da interpretação que imprime na banda cover considerada uma das melhores do mundo. Os brasileiros do All You Need Is Love já tocaram no estúdio Abbey Road, onde os Beatles gravaram quase todos seus álbuns, viajaram no ônibus do grupo e se apresentaram diversas vezes no lendário Cavern Club. Na ocasião, foram parabenizados pelo primeiro empresário dos Beatles, Alan Williams, e por Dave Jones, dono do próprio clube de Liverpool.

Mas a glória maior veio ao tocarem no encerramento oficial do Annual Beatles Convention, a Beatle Week, também em Liverpool, para mais de 100 mil pessoas. Paulista residente em Natal, Eduardo Peixoto é um representante comercial que pretende ir ao Tributo Imagine, como forma de demonstrar sua paixão pelos Beatles e, sobretudo, por conhecer a qualidade do trabalho de Sandro Peretto. “Já os vi uma vez no Espaço das Américas [na capital paulista] e foi demais”.

Longe de ratificar a máxima ‘Quem não tem cão, caça com gato’, o número de Sandro Peretto tem mérito próprio. Uma breve pesquisa na net revela críticas positivas e enaltece a escolha do repertório, ainda de um Lennon efervescente, meros dois anos após a saída dos Beatles – mas as imagens daquele 30 de agosto de 1972 só chegariam ao público em 1986, na fita em VHS Live In New York City; ele tocou duas vez no mesmo dia, à tarde e à noite, para arrecadar dinheiro para uma instituição que cuidava de crianças carentes.

Para variar, Yoko Ono, que demorou 14 anos para liberar as imagens e apareceu tanto quanto o então marido no vídeo, foi criticada por escolher a apresentação de pior qualidade (a primeira, com Lennon ainda no ‘aquecimento’). O disco com as faixas ao vivo fez enorme sucesso nos Estados Unidos e abriu uma série de discussões acerca de quem tinha mais talento na maior banda de todos os tempos – George Harrison e Paul McCartney também estavam na ativa, este com sua nova banda The Wings, aquele com o recente álbum triplo All Things Must Pass.

A semelhança física e musical é o destaque. “Tanto de olhos abertos, como fechados, dá para pensar que eles estão na sua frente. Tanto que já ganharam prêmios na Inglaterra, como um dos melhores covers dos Beatles”. Eduardo acredita que o fato de nunca terem tocado no Brasil, onde têm muitos fãs, fez com que surgisse uma beatlemania tardia, que dura até hoje. “Por isso esse show do Lennon deve ser tão legal”. Os ingressos já estão à venda na bilheteria do Teatro Riachuelo, Televendas e no site www.ingressorapido.com.br. Mais informações: (84) 3620-5262.

 

Dominguinhos online

De 26 de fevereiro a 16 de abril, todas as quartas-feiras, um encontro de Dominguinhos com parceiros musicais estará disponível na internet, nos endereços www.facebook.com/dominguinhosmais, www.youtube.com/dominguinhosmais e www.naturamusical.com.br. Ao longo de oito semanas, o público poderá conferir versões inéditas de músicas, papos e lembranças de alguns dos mais importantes nomes da música brasileira – sempre ao lado de Dominguinhos, morto em junho passado. A pré-estreia será transmitida com exclusividade, dia 25 de fevereiro, pelo portal www.naturamusical.com.br.

Carnaval na Pepper’s Hall

Neste sábado (22), a Pepper’s Hall prepara sua prévia do carnaval, com a festa Duo Nigth. Entre as atrações, Cristiano Frois canta com Duda Ferreira do Forró Não Para e Caddu Rodrigues divide o palco com Segundo Safoneiro. A noite terá ainda DJ Gunner. Os nomes enviados para o email: listasabado@peppershall.com.br terão o valor da entrada revertido em consumação. Mais informações: (84) 3236-2886 e www.peppershall.com.br.

Bordeline

O monólogo Bordeline volta neste sábado e domingo, às 20h, ao Teatro de Cultura Popular (TCP), depois de uma passagem exitosa em 2013. Interpretado pelo ator José Neto Barbosa, a peça é baseada no conto de Junior Dalberto, também diretor do espetáculo. Questões existenciais, como desejo e insanidade, estão no centro da narrativa que propõe ao espectador uma profunda reflexão sobre ética e moral. Os ingressos custam R$10,00 e podem ser adquiridos na Loja Scala, no Shopping Midway Mal.

Of Montreal

Sonoridade dos 60s, com toques de Rolling Stones, Bob Dylan, Kinks e Neil Young, é a proposta do 12º disco do grupo americano que virou um dos principais nomes do rock atual. “Lousy With sylvianbriar” é para grudar no stereo. Se a fama do Of Montreal é trazer doideras em cada álbum, culpa de seu prolífico líder Kevin Barnes, o intimismo e a festividade vieram na dose certa. Destaco as faixas Fugitive Air, Belle Glade Missionaries e Triumph of Disintegration. Lá no blog (conradocarlos.jornaldehoje.com.br) ele pode ser ouvido na íntegra.

Fogo & Chama

Para o conforto dos clientes durante o Carnaval, a churrascaria Fogo & Chama abrirá em horário diferenciado, das 11h30 às 23h30, do sábado à quarta-feira de cinzas. Localizado à beira-mar na Ponta do Morcego, Praia dos Artistas, por si só, um grande atrativo, ela oferece rodízio de carnes nobres, buffet tradicional e frutos do mar – com destaque para a lagosta grelhada – estação de sushi, American Bar, além da Adega Expand, com cerca de 1.500 rótulos disponíveis, a preço de distribuidora.

Inauguração da Arena

Então a Arena das Dunas será inaugurada por Ivete Sangalo, Bell Marques, Wesley Safadão e Garota Safada? Parece que será no dia 04 de abril, com ‘backstage’ e ‘open bar’ pra todo lado. Lamentável. Gastam R$400 milhões em um estádio e uma ninharia para trazer mais do mesmo. Diante de carga negativa que a obra possui, recusada por nove entre cada dez natalenses, poderiam investir mais uma merreca e bancar um show histórico para a cidade. Mais uma vez, lamentável.

Compartilhar: