Santos terá prejuízo de mais de R$ 12 milhões com venda de Montillo

O clube paulista pegou um empréstimo de R$ 16 milhões com o banco BMG para comprar 60% dos direitos econômicos que pertenciam ao Cruzeiro - e paga juros por isso, o que deve aumentar consideradamente o prejuízo

O clube paulista pegou um empréstimo de R$ 16 milhões com o banco BMG para comprar 60% dos direitos econômicos que pertenciam ao Cruzeiro - e paga juros por isso, o que deve aumentar consideradamente o prejuízo. Foto:Divulgação
O clube paulista pegou um empréstimo de R$ 16 milhões com o banco BMG para comprar 60% dos direitos econômicos que pertenciam ao Cruzeiro – e paga juros por isso, o que deve aumentar consideradamente o prejuízo. Foto:Divulgação

O meia Montillo, que chegou ao Santos há pouco mais de um ano com a obrigação de substituir Paulo Henrique Ganso, está de saída do clube e sem deixar saudades. Além de não repetir o futebol apresentado no Cruzeiro e sofrer com inúmeras lesões, o argentino deixará o clube com o prejuízo de R$ 12,2 milhões.

A reportagem apurou os valores da venda e compra de Montillo no Santos. O clube paulista receberá 8 milhões de euros (aproximadamente R$ 26 milhões) do Shandong Luneng, da China, time dirigido pelo técnico Cuca, para vender o jogador. O valor é bem inferior ao que foi gasto pela cúpula santista, liderada na época, por Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro e Pedro Luis Nunes Conceição, para comprar o jogador no ano passado.

Montillo foi um alto investimento para o Santos. O clube paulista pegou um empréstimo de R$ 16 milhões com o banco BMG para comprar 60% dos direitos econômicos que pertenciam ao Cruzeiro – e paga juros por isso, o que deve aumentar consideradamente o prejuízo.

Além disso, fez um acordo para a compra dos outros 40%, que estavam divididos entre o próprio BMG (20%) e a empresa do ramo farmacêutico EMS (20%). Cada um vai receber 2 milhões de euros (R$ 6,6 milhões) com a venda -  o valor já tinha sido fixado em 2012.

Desta forma, o Santos desembolsou R$ 29,2 milhões pelo argentino. Tudo isso sem contar a cessão ao Cruzeiro do volante Henrique, que custou aos cofres do clube 4 milhões de euros (R$ 9 milhões à época) em 2011.

A única esperança do Santos amenizar um pouco o prejuízo é no caso de venda do volante Henrique, que não conseguiu se firmar na equipe mineira desde que retornou ao clube na transação envolvendo Montillo. Em uma venda pouco provável, devido ao desempenho do jogador, o clube paulista teria uma pequena porcentagem do lucro da transação.

O Santos foi convencido de negociar Montillo após a terceira proposta enviada pelos chineses. Todas as ofertas foram consideradas perto do ideal, mas o acordo evoluiu mesmo depois do acerto salarial do clube com Montillo. O argentino deverá receber US$ 5 milhões anuais, pouco mais de R$ 11 milhões, que garante ao meia um ordenado mensal de um R$ 1 milhão.

O jogador ainda fez algumas exigências em relação à moradia e transporte antes de fechar o acordo. Nesta semana, o argentino foi liberado de alguns treinos para acertar os últimos detalhes da transação para o futebol chinês. Montillo voltará a trabalhar com Cuca, que o comandou no melhor momento de sua carreira, em 2011, no Cruzeiro.

A reportagem entrou em contato com o departamento de comunicação do Santos e também com a diretoria para questionar sobre o assunto, mas não obteve resposta.

Compartilhar: