São Paulo faz gol de bicicleta, mas leva virada do CRB em Alagoas

A equipe do técnico Muricy Ramalho saiu na frente, mas levou a virada do CRB e perdeu por 2 a 1

Rogério Ceni é deslocado e não consegue defender pênalti que ele próprio cometeu. Foto: Divulgação
Rogério Ceni é deslocado e não consegue defender pênalti que ele próprio cometeu. Foto: Divulgação

Depois de eliminar o CSA, o São Paulo teve nesta quarta-feira outro adversário alagoano. Jogando fora de casa, a equipe do técnico Muricy Ramalho saiu na frente, mas levou a virada do CRB e perdeu por 2 a 1. Com isso, o time tricolor não pode empatar no próximo dia 7 de maio, em São Paulo, para definir quem passa deste duelo de segunda fase da Copa do Brasil. Uma vitória por 1 a 0 dá a vaga aos paulistas.

A equipe tricolor abriu o placar com um belo gol de Ademílson, que acertou um chute de bicicleta, mas cedeu o empate em pênalti cometido por Rogério Ceni. No segundo tempo, Rodrigo Caio foi expulso e prejudicou a situação do time visitante. Quando o jogo se encaminhava ao fim, Diego Rosa decretou a virada do CRB.

O São Paulo teve um início tranquilo de primeiro tempo. Mesmo jogando fora de casa, a equipe tricolor tinha o domínio da bola e trocava passes com tranquilidade no campo de ataque. O placar foi inaugurado aos 25min e com estilo: depois de jogada de Boschilia, Ademílson completou de bicicleta e venceu o goleiro Júlio César.

O CRB tinha suas principais chances no contra-ataque e conseguiu o empate a partir de erro do adversário. Aos 34min, Diego Rosa invadiu a área são-paulina e foi derrubado por Rogério Ceni. Com o pênalti confirmado pela arbitragem, Tozin foi para a cobrança e deslocou o camisa 1 para igualar o marcador.

Depois do intervalo, o São Paulo – que agora contava com Pabón no lugar de Boschilia – criou menos oportunidades de gol, e o nível da partida caiu. Aos 14min, Rodrigo Caio fez falta no meio de campo em Diego Rosa, levou o segundo cartão amarelo e deixou o time tricolor com dez homens no jogo.

Com a diferença numérica, o CRB passou a atacar mais e a criar perigo à defesa são-paulina. Muricy Ramalho aproveitou para sacar Ganso e repor a defesa com a entrada de Paulo Miranda. Alexandre Pato, que buscou participar no primeiro tempo, tornou-se nulo e acabou substituído por Osvaldo. As alterações pouco ajudaram, e o time da casa conseguiu a virada: aos 38min, Diego Rosa recebeu bola cruzada e tocou sem chances para Rogério Ceni.

FICHA TÉCNICA
CRB 2 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: 23 de abril de 2014 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Assistentes: Daniel Vidal Pimentel e Victor Oliveira Cruz (ambos do SE)
Cartões amarelos: Marcus Vinícius (CRB); Rodrigo Caio, Rogério Ceni, Souza (São Paulo)
Cartão vermelho: Rodrigo Caio (São Paulo)
Gols: CRB: Tozin (de pênalti), aos 34 minutos do primeiro tempo, e Diego Rosa, aos 38 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Ademilson, aos 25 minutos do primeiro tempo

CRB: Júlio César; Paulo Sérgio (Diego Aragão), Marcus Vinícius, Gabriel e Gleidson (João Vítor); Olívio, Audálio, Johnnattan e Diego Rosa; Geovani e Tozin (Denílson)
Técnico: Eduardo Souza

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira, Souza, Maicon, Boschilia (Pabon) e Ganso (Paulo Miranda); Ademilson e Alexandre Pato (Osvaldo)
Técnico: Muricy Ramalho

 Fonte: Terra
Compartilhar: