Sávio: “PDT vai focar campanha de deputado estadual e federal”

Ex-chefe do gabinete civil deverá ser candidato do PDT para Câmara

6U67IO87O78365Y56

Alex Viana

Repórter de Política

Ex-secretário-chefe do Gabinete Civil da Prefeitura de Natal, o jornalista Sávio Hackradt (PDT) deixou o cargo para se dedicar à campanha de deputado federal e trabalhar em favor do crescimento do PDT no Rio Grande do Norte. Em uma rápida entrevista ao Jornal de Hoje, ele abordou sua passagem pela chefia do gabinete municipal e falou sobre os planos do PDT para as eleições deste ano. “O partido vai focar na campanha de deputado federal e deputado estadual. E ajudar a majoritária onde tiver influência”, afirmou. Confira.

Jornal de Hoje – Qual o sentimento ao sair da Prefeitura?

Sávio Hackradt – Meu sentimento é de tranquilidade porque eu cumpri o papel que me foi solicitado para cumprir. Mantive uma boa relação com a Câmara Municipal de Natal. Agradeço aos vereadores nas pessoas do presidente da Câmara, Albert Dickson (PROS), e do líder Júlio Protásio (PSB). E mantive durante todo o governo uma excelente relação com os colegas secretários.

JH – Quanto ao substituto, que diz?

SH – Kleber é um jovem muito valoroso, de 32 anos, que contribuiu muito para a vitória do prefeito na campanha. É o presidente do Diretório do PDT em Natal, um rapaz muito inteligente, habilidoso, capaz, advogado. É um amigo e irmão que tenho e que construí. Desde 2010 que estamos juntos nessa luta.

JH – E Carlos, como está à frente da PMN?

SH – O prefeito está bem, com sua característica de gestor, principalmente. Preocupado com os detalhes de todas as coisas da Prefeitura Municipal de Natal – ele se preocupa muito com isso. Procura saber de tudo, de se estar informado de tudo, acompanhando a administração com clínico. Está muito bem e feliz. Sabe que esse ano será ano de muitas expectativas positas para a administração e para Natal.

JH – E no PDT, tudo certo no apoio a Henrique e Wilma?

SH – Sim, com certeza, o partido já se definiu. O partido já está definido nisso.

JH – É possível haver mudança nesse cenário?

SH – Eu não sei. Não, na posição do PDT. O PDT já sabe o que quer.

JH – Qual a função do partido na aliança (vice, suplente de senador)?

SH – O vice é João Maia. O partido vai focar na campanha de deputado federal e deputado estadual. E ajudar a majoritária onde tem influência.

JH – E a chapa proporcional do PDT, como vai ser?

SH – Ela está sendo discutida, elaborada. No decorrer desse mês de abril, a gente deve ter reunião para fechar os nomes da nominata.

JH – Por que ser candidato a deputado federal?

SH – Essa foi uma decisão articulada do diretório nacional junto com a direção estadual, através do seu presidente, que é o prefeito. O partido precisa ter bancada no Congresso, e solicitou à direção estadual que fizesse pelo menos um deputado federal. Essa é a meta do partido, onde o partido fez prefeitos de capitais, como em Natal, Curitiba e Porto Alegre. A direção nacional conversou solicitando empenho total para ampliar a bancada federal. Aí, o prefeito me escolheu com a direção do partido aqui, e comunicou à nacional. E tive que sair do cargo de secretário-chefe do Gabinete Civil por questões de prazos legais e estou hoje como pré-candidato.

JH – Está animado?

SH – Todo candidato tem que estar animado. Sou otimista, vamos a mais uma luta.

É “questão de honra”, prefeito eleger Sávio Hackradt deputado federal

O ex-secretário-chefe do Gabinete Civil, Sávio Hackradt, do PDT, terá o apoio ostensivo do prefeito de Natal, Carlos Eduardo para se eleger deputado federal nas eleições deste ano. Entendimentos nesse sentido já foram estabelecidos e iniciados com a divisão de redutos eleitorais pertencentes a deputados federais da coligação que terá Henrique Eduardo (PMDB) como candidato a governador, João Maia (PR), na condição de vice-governador e Wilma de Faria (PSB), que disputará a vaga do Senado, antes pertencente a Rosalba Ciarlini, agora exercida pelo ex-deputado estadual e ex-vice-governador, Garibaldi Alves, pai do senador Garibaldi Filho. “O PDT não está participando da chapa majoritária, mas serão destinados espaços importantes para eleger Sávio deputado federal”, disse uma fonte pedetista que prefere não se identificar. A mesma fonte considera “questão de honra”, para o prefeito Carlos Eduardo eleger o ex-auxiliar este ano.

Entre esses espaços que serão destinados para Sávio Hackradt estão redutos no interior do Estado pertencentes aos deputados João Maia e Henrique Eduardo, por exemplo, que tiveram votações expresssivas – João Maia, obteve 217 mil votos e Henrique Eduardo, 191 mil votos e na próxima eleição não serão mais candidatos à Câmara Federal. No caso de São Gonçalo, por exemplo, a votação do deputado João Maia, poderá ser dividida entre Sávio Hackradt e Zenaide Maia, esposa do prefeito Jaime Calado, que também pretende disputar mandato de deputada federal. O acordo destina votos de Henrique Eduardo para Sávio Hackradt em vários municípios do Estado, complementando assim, uma expressiva votação que o ex-secretário do Gabinete Civil certamente terá na capital do Estado e municípios do Grande Natal.

EXPECTATIVA EM NATAL

Segundo projeção de auxiliares do prefeito Carlos Eduardo, o ex-auxiliar deverá sair de Natal com uma votação superior a 30 mil votos, completando o restante que permitirá sua eleição em municípios da região do Grande Natal como Parnamirim, Macaíba, Ceará-Mirim, São José de Mipibu, São Gonçalo do Amarante, Monte Alegre, Canguaretama, Extremoz e outros municípios das diversas regiões do Rio Grande do Norte onde a coligação tem votos. A projeção é de que são necessários 80 mil votos para garantir a eleição de Sávio Hadkradt para a Câmara Federal. A reportagem d ´O JORNAL DE HOJE tentou falar com o ex-secretário por telefone, mas não conseguiu. (JP)

Compartilhar: