Secretário promete concluir obras no entorno do Arena das Dunas em 35 dias

Prefeitura confirma: viaduto da BR 101, projeto paisagístico e calçadas não estarão prontos até a Copa

Obras-em-torno-do-Arena-das-Dunas-WR-(49)

Marcelo Lima

Repórter

O secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura de Natal, Tomaz Neto, reafirmou nesta sexta-feira (25) que boa parte das obras de mobilidade no entorno da Arena das Dunas estarão prontas até o início da Copa do Mundo. Mas ficarão para depois, o viaduto da BR 101, as calçadas das principais avenidas que levam até o estádio do mundial e o projeto paisagístico do entorno.

Durante entrevista coletiva concedida hoje pela manhã em meio ao canteiro de obras no bairro de Lagoa Nova, na zona Sul de Natal, o titular da Semopi afirmou que, atualmente, 85% das obras estão executadas. O prazo para a liberação do trânsito nos demais equipamento urbanísticos da região (viaduto estaiado da Avenida Prudente de Morais, duas passarelas pré-moldadas e seis túneis) é 30 de maio.

Obras-em-torno-do-Arena-das-Dunas-WR--(37)

Mas isso não significa que estará tudo pronto. “Temos do dia 1 a 12 de junho para embonecar o viaduto [da Prudente de Morais], digamos assim”, declarou Tomaz Neto. Isso quer dizer que, mesmo depois da entrega, a Prefeitura ainda terá esse período para fazer pintura, limpeza dos espaços e retoques necessários, porque Natal sediará o primeiro jogo da Copa no dia 13, com o jogo México x Camarões.

O projeto paisagístico também não ficará pronto. “Vão ser 40 mil pessoas caminhando. Elas vão passar por um canteiro e vão prejudicar o projeto paisagístico, uma grama recém plantada”, justificou o chefe da pasta de Obras e Infraestrutura.

Durante o campeonato da Fifa, o viaduto da BR 101 estará em processo de secagem, que dura cerca de 28 dias. Portanto, Tomaz Neto previu que a liberação para o tráfego no local ocorrerá no início de julho deste ano. Ele explicou que o viaduto ficará isolado, mas serão abertos três acessos de oito metros sob a estrutura para que as pessoas tenham cheguem à arena a pé.

Ninguém poderá acessar o estádio de carro, uma vez que em eventos da Fifa o trânsito de veículos fica paralisado num raio de 2 quilômetros do estádio. Somente a marginal da BR 101 será interditada. Questionado sobre o atraso desse viaduto Tomaz Neto não poupou ninguém. “Foi culpa do Dnit, do DER e da Prefeitura”, classificou. Segundo ele, o atraso ocorreu em função da discussão do projeto entre os órgãos das três esferas de governo.

Obras-em-torno-do-Arena-das-Dunas-WR--(100)

Cereja no bolo do caos

Quem achava que o trânsito não poderia piorar na região das obras do entorno da Arena, se engana. De acordo com o secretário de Obras Públicas e Infraestrutura, nos próximos dias os condutores que utilizam a Prudente de Morais terão novidades. “O tráfego será completamente interditado para a colocação do asfalto por três ou quatro dias da Amintas Barros até a Raimundo Chaves”, disse.

Ainda segundo Tomaz Neto, não há data prevista para isso, mas será uma das etapas finais da obra. “Dentro dos próximos dias faremos essa interdição, iremos conversar com a Semob para indicar as vias alternativas”, acrescentou.

O maior temor do secretário de obras são as chuvas. “São Pedro tem sido muito camarada com a Prefeitura e com Natal”, considerou. “Se a chuva tiver que cair, que caia sobre o sertão”, sugeriu. Sobre o sistema de drenagem da região do estádio, ele disse que está pronto para funcionar. “O problema da chuva é perturbar a obra, mas a drenagem já está pronta”, afirmou.

Números

Toda a obra do entorno teve o valor de cerca de R$ 222 milhões com financiamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), em condições especiais. De acordo com Tomaz Neto, há 1.249 trabalhadores divididos em três turnos na tentativa de atingir o prazo da obra que começou em outubro de 2013. O secretário adjunto Caio Múcio destacou que obras desse tipo levaria normalmente entre 18 e 24 meses para conclusão.

Em toda a obra do complexo viário serão empregados 3 mil toneladas de aço e 30 mil metros cúbicos de concreto, além de 3 mil toneladas de estacas-prancha dentro dos túneis. Ainda segundo o titular da Semopi, a velocidade dos automóveis que passam por lá vai aumentar. Antes a velocidade média girava em torno de 20 a 40km/h, com as intervenções viárias os veículos poderão circular entre 50 e 70km/h. O secretário não soube responder quantos veículos passarão a trafegar pelo complexo viário.

Compartilhar:
    • Marajo2013

      V E R G O N H A !