Segurança durante a Copa do Mundo em Natal contará com efetivo de três mil homens

Forças Armadas ficarão responsáveis pela escolta das seleções

45y45y24y25

Diego Hervani

diegohervani@gmail.com

Se a segurança pública atual no Rio Grande do Norte tem deixado a população com cada vez mais medo pelo alto índice de crimes, pelo menos durante a realização da Copa do Mundo quem estiver em Natal nos dias que a capital potiguar receber jogos ficará com uma “sensação” maior de segurança. O motivo é que o efetivo para garantir a “tranquilidade” durante as partidas do Mundial será de quase 3 mil homens, cerca de 1/3 do efetivo da Polícia Militar no RN, por exemplo, que hoje conta com pouco mais de 9 mil policiais.

A confirmação veio depois de uma reunião que aconteceu nessa terça-feira (1), na Escola do Governo, no Centro Administrativo, e teve como objetivo tratar do Plano Operacional de Segurança para a Copa do Mundo. O encontro contou com a participação da governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, da secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, e do secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, General Eliéser Girão Monteiro.

Nos dias dos jogos, a Polícia Militar destacará 2.200 policiais, dos quais 350 ficarão dentro do Arena das Dunas e os demais espalhados em pontos estratégicos da cidade. O Corpo de Bombeiros estará com 289 homens a serviço da corporação, e ainda está prevista a integração de outros 350 homens da Força Nacional, divididos entre quatro e oito equipes, sendo uma equipe de batedores para escolta, três atiradores, seis tropas de choque e 120 bombeiros. O Governo Federal também irá aparelhar o RN com um helicóptero e cinco médicos legistas.

Na reunião também ficou definido que o Ministério da Defesa (Marinha, Aeronáutica e Exército) será o responsável pela escolta das seleções e autoridades. A Marinha já confirmou que vai destacar fuzileiros navais para fazer esse trabalho.

Para a chefe do Executivo Potiguar, a preparação para a realização de um grande evento como a Copa do Mundo vai incrementar a segurança pública no RN, até mesmo depois do Mundial. “Vamos receber um apoio importante do governo Federal. Nós já estamos fazendo todo o esforço possível para que estejamos preparados para a Copa, como também para dar segurança a todo o Rio Grande do Norte no período, antes, durante e após o Mundial”, declarou a governadora.

Segundo José Eduardo Cardozo, apesar de o Plano Operacional estar bem traçado, mudanças ainda podem ocorrer. “O plano tático de segurança será discutido e planejado até a realização da Copa, devemos estar preparados para que ele sofra modificações de acordo com a realização de testes. O trabalho integrado que já estamos realizando vai nos oferecer novas soluções”.

Na Copa do Mundo, Natal receberá quatro partidas, que são: México x Camarões (13 de junho), Gana x Estados Unidos (16 de junho), Japão x Grécia (19 de junho) e Itália x Uruguai (24 de junho).

Robô antibomba

Para garantir a segurança em Natal durante a Copa do Mundo, o Governo Federal investiu R$ 2,5 milhões em equipamentos para o Mundial, que em sua grande maioria serão utilizados pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). A maior novidade ficou para os equipamentos que serão utilizados para situações de risco envolvendo artefatos explosivos, com destaque os trajes antibombas e até mesmo um robô.

Em fevereiro, um curso habilitou 22 policiais militares de diversos estados brasileiros. Em Natal, 18 PMs já estão devidamente capacitados para trabalhar no esquadrão antibombas durante o período do Mundial. Na época do curso, o tenente coronel Marcos Vinícius, os equipamentos e o número de policiais qualificados são satisfatórios. “Essa é a segunda turma formada e para nós é uma satisfação enorme poder contar com material de ponta. Alguns desses policiais ficarão de prontidão em locais fixos, em possíveis áreas de risco, como por exemplo, em três hotéis que abrigarão as delegações e jornalistas”, afirmou

O coronel Francisco Araújo, comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, destacou o legado que será deixado para a segurança do Estado. “Os policiais estão tento um treinamento de requalificação profissional e usando equipamentos compostos do esquadrão antibomba, com roupa de fragmentação, uso de scanner, ou seja, equipamentos de ponta. A Copa pede, mas esse conhecimento vai ficar, é um legado”, lembrou o coronel.

Policiais aprendem até espanhol para o Mundial

Com a proximidade do início da Copa do Mundo no Brasil, em Natal o primeiro jogo acontece no dia 13 de junho, com Camarões x México, os órgãos que compõem o sistema de segurança do Rio Grande do Norte seguem se qualificando para o Mundial. Nesta terça-feira (1), Academia de Polícia Civil (Acadepol) deu início ao Curso de “Inteligência de Segurança Pública”, com a participação de 30 alunos, dentre policias civis, militares e bombeiros.

A ação faz parte de um convênio com a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (SESGE) e tendo em vista a preparação dos policiais para a Copa do Mundo de 2014. O principal objetivo do curso é aperfeiçoar os conhecimentos técnicos e teóricos na área, introduzindo novas técnicas e métodos visando aumentar a eficácia e efetividade das atividades policiais. “Com isso, nós iremos produzir conhecimento e formar profissionais com visão em grandes eventos”, disse o coordenador do curso, o delegado Iramar Xavier.

Segundo o Delegado Geral da Polícia Civil, Adson Kepler, a qualificação dos policiais do Estado tem sido uma das principais preocupações nos últimos anos. “Os órgãos de Segurança Pública tem se beneficiado com uma série de cursos preparatórios que eu não via nos meus primeiros anos de polícia. Acredito que o Governo tem se preocupado com a capacitação dos policiais e isso mostra que está havendo um avanço nessa área”, concluiu.

O curso, que segue até o dia 10, está sendo ministrado por policiais civis, militares e federais. Dentre as disciplinas estão: Fundamentos, Operações e Fontes de Inteligência; Planejamento Operacional; Sistemas de Orientação Básica e Análise de Dados.

Curso de Espanhol

Além de melhorar o desempenho dos policiais no dia a dia, o atendimento aos turistas que vierem para Natal durante a Copa do Mundo também é uma preocupação. Visando capacitar os policiais para interagir com essas pessoas, a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, através da Diretoria de Ensino, abriu inscrições para o Curso de Espanhol Básico Aplicado à Atividade Policial para os integrantes das Unidades Operacionais da Região Metropolitana.

Durante a sua realização, os PMs inscritos terão aulas de cultura do países hispanohablantes, análise de passaportes, oficina de prática policial, didática e língua espanhola (aspectos gramaticais e diálogos). O curso é destinado aos Oficiais e Sargentos da Polícia Militar do RN, os quais devem preencher alguns requisitos, como o de ter cursado, preferencialmente, a carga horária de 60 horas/aula em língua espanhola, devidamente comprovado através de certificação documental, emitida em estabelecimento de ensino. As inscrições seguem até a próxima sexta-feira (4), na Diretoria de Ensino da PMRN, das 8h às 13h. O curso será ministrado na Academia de Polícia Militar Cel Milton Freire de Andrade entre os dias 15 de abril e 15 de julho.

Compartilhar:
    • francisco nunes de araujo

      Durante a copa será um paraíso,e depois?voltamos ao inferno em que estamos metido,por culpa deste governo incapaz e irresponsável.

    Publicidade