Sem aumento, comissionados poderão pedir para sair da Prefeitura do Natal

Com o anúncio da reforma administrativa do prefeito Carlos Eduardo Alves, caiu como um banho de água gelada a confirmação…

carlosed
Lei de Responsabilidade Fiscal impediu Carlos Eduardo de aumentar salário dos comissionados

Com o anúncio da reforma administrativa do prefeito Carlos Eduardo Alves, caiu como um banho de água gelada a confirmação de que os cargos comissionados da Prefeitura do Natal não vão ter o sonhado aumento de suas remunerações, já que a gestão municipal está acima do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Nas secretarias e autarquias do município, o clima na manhã de hoje era de desânimo e de total insatisfação.

Lamúrias e Chororô tomaram conta dos corredores e gabinetes da Prefeitura do Natal.

Segundo um secretário do município que não quis se identificar, o cenário poderá provocar, a curto e médio prazos, desfalques de auxiliares de primeiro, segundo e terceiro escalações da administração municipal.

Com os salários defasados há mais de dez anos, alguns ocupantes de cargos em comissão já estudam a possibilidade de pedir demissão, o que irá gerar problemas para a gestão Carlos Eduardo Alves, já que há uma grande dificuldade para encontrar profissionais gabaritados diante do baixo salário que é pago.

Ainda de acordo com o secretário, se houver evasão de ocupantes de cargos comissionados, a situação da máquina administrativa ficará complicada, pois vem justamente deles a maior contribuição da força de trabalho que movimenta a gestão. “Os servidores de carreira não se empenham tanto”, explica.

Agora, há a expectativa de que o aumento dos comissionados só seja efetivado a partir do segundo semestre de 2014.

Compartilhar: