Sem manutenção, ginásio do DED vira abrigo para moradores de rua

DED já foi cenário para diversos eventos esportivos no RN, mas hoje está entregue ao lixo

Ginasio-do-Ded---Candelaria-HD-1

Do alto da candelária, o Ginásio Marcelo Carvalho, mais conhecido como DED, contrasta na paisagem com sua prima rica, a moderna e festejada Arena das Dunas. Os únicos frequentadores da instalação esportiva, no momento, são moradores de rua. As autoridades públicas abandonaram o local há muitas gestões. Mas a promessa da Educação é iniciar um reforma no próximo mês.

O portão de entrada externo está trancado, mas a abertura de mais de 1,50m de altura permite que qualquer pessoa entre sem grandes dificuldades. O mato avança até mesmo sobre o teto, que está completamente deteriorado e uma parte está a céu aberto. No entorno, muito lixo e mal cheiro. Um dos motivos para a incômoda fedentina, é o fato das pessoas que moram ali utilizarem os arredores como banheiro.

Ainda do lado de fora, uma torneira d’água é um dos poucos recursos ainda presentes no local. A água dela serve tanto para beber quanto para tomar banho. Muitos sem-teto estão em casais, exceto Laércio Celeste de 23 anos. Segundo ele, quando chegou no local há cerca dez meses só havia um casal.

Apesar do receio natural, quem chega é bem recebido. “Aqui a gente não dorme direito. Ninguém sabe da vida do outro”, demonstrou, com medo. Mas esse ainda não é o pior receio deles. “De repente alguém chega e faz um extermínio em tudinho (SIC) né, o medo maior é só esse”, confessou.

Para sobreviver, o jovem disse que vive de bico aplicando texturas em paredes e como flanelinha de carros nas proximidades. Ele é mecânico formado pelo Serviço Nacional do Comércio (Senac), no entanto, parou de trabalhar quando um dos carros que foi consertado por ele pegou fogo. Depois da morte do seu pai, o envolvimento do irmão com drogas e o alcolismo da mãe, ele decidiu morar na rua. Antes de dormir no DED, ele se abrigava na Caesa. “Vim pra cá depois que começaram a matar por lá”, explicou.

De acordo com subcoordenador de Manutenção e Construção Escolar, Clécio Martins, a Secretaria Estadual de Educação vai investir R$ 480 mil em uma reforma. A previsão é que só tenha início em abril. Segundo ele, o processo licitatório está em fase de contração.

“Vai ser recuperado o piso, banheiros, os vestiários, as arquibancadas serão revestidas. Na área externa, vai ser colocado uma cerca e o ginásio vai ser pintado”, explicou o subcoordenador. Ainda segundo ele, também haverá acessibilidade universal, recuperação das instalações hidráulicas, elétricas e do teto. A previsão é que em 180 dias a empresa MAR Construções finalize a obra. As tabelas, traves e outros equipamentos esportivos serão contemplados dentro do orçamento.

Sobre a questão dos moradores de rua, ele disse que será de fácil resolução. “Quando fui lá em janeiro, tinha só uma pessoa. Mas isso aí se resolve facilmente até antes de a empresa se instalar”, disse sem explicar como iria ser feita a remoção dessas pessoas. Ele espera que a abertura dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte, em outubro deste ano, seja no Ginásio novinho.

Ginasio-do-Ded---Candelaria-HD-2

Compartilhar: