Semurb e Bombeiros tentam viabilizar documento antes da inauguração

Habite-se do Arena das Dunas pode ser liberado até amanhã

Fernanda Souza
fernandasouzajh@gmail.com

Equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), do Corpo de Bombeiros e a OAS, consórcio responsável pela construção do Arena das Dunas, estão correndo contra o tempo para viabilizar a liberação do Habite-se (documento a ser emitido pela Prefeitura comprova que a obra está dentro da legislação e permite a liberação para uso) do Arena das Dunas em tempo hábil, faltando apenas uma dia para a inauguração oficial. A cerimônia será nesta quarta-feira (22), às 16h e contará com a presença da presidenta Dilma Rousseff e do secretário-geral da Fifa, Jêrome Valcke.

De acordo com o titular da Semurb, Marcelo Toscano , tanto a recomendação do Ministério Público para não liberar o alvará de Habite-se do estádio enquanto não for comprovado o integral cumprimento das normas de acessibilidade como a análise do projeto técnico estão sendo analisadas pela equipe técnica. “A equipe da OAS está em contato direto conosco, mas não podemos precisar prazos, pois se tiver algo pendente tem que ser resolvido. Nossa equipe técnica está trabalhando 24 horas e acredito que há a possibilidade do Habite-se ser liberado amanhã”, disse o secretário.

O chefe do setor de projetos e pesquisas do Corpo de Bombeiros, Daniel Gleidson, explicou que a corporação já realizou cinco visitas ao estádio. “Desde a primeira vez que fomos lá já percebemos que alguns sistemas executados estavam diferentes do projeto, como os chuveiros automáticos, por exemplo, e pedimos que fossem readequados. A atual situação é que estamos terminando a análise do projeto com as alterações solicitadas e inclusive o pessoal da OAS está aqui. Assim que terminarmos vamos ao estádio fazer a vistoria final e não descartamos que isso poderá acontecer ainda hoje”, pontuou.

O Arena das Dunas terá capacidade para 42 mil lugares, com 38 camarotes, sala de conferência, sala de mídia, lounges VIP, 29 bares e restaurantes, ambulatórios, academias de ginástica e praça externa de 22 mil m², além de auditório com capacidade para 250 pessoas, escritórios e áreas comerciais. O estacionamento contempla mais de 2 mil vagas de estacionamento.

Diversos sindicatos, entre servidores da saúde, educação, policiais civis e federais irão realizar um protesto contras os gastos na construção do Arena das Dunas e também com o intuito de exigir a saída da governadora Rosalba Ciarlini. O ato terá início às 14h, no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, onde os manifestantes sairão em passeata até o estádio.

45y45y4

Compartilhar:
    Publicidade