Semurb e grupo empresarial espanhol discutem Plano de Turismo Sustentável

As contribuições são muito importantes para a cidade, já que Natal passa por um processo de regulamentação de cinco das dez Zonas de Proteção Ambiental

reuniao entre semurb e grupo empresarial espanhol

O secretário de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Marcelo Toscano, acompanhado de membros de sua equipe técnica recebeu na tarde desta terça-feira (27), uma comitiva formada por um representante da Liesa e dois da Geoscala Consultores, empresa responsável pela elaboração do Plano Diretor de Turismo Sustentável das Ilhas Canárias. O objetivo da reunião foi trocar experiências e discutir a estruturação desse Plano para Natal.

A comitiva formada pelo presidente da Liesa, Ginês Alonso, pelo arquiteto Juan Lima e pelo engenheiro civil, Luis Victoriano, ambos da Geoscala pediu informações mais detalhadas sobre estudos oceânicos, territoriais e econômicos da cidade, além de tomar conhecimento da legislação ambiental, como o Plano Diretor.

Segundo o titular da Semurb, Marcelo Toscano, a visita de cortesia é fruto da viagem do prefeito Carlos Eduardo às Ilhas Canárias, arquipélago espanhol no Oceano Atlântico, em abril deste ano. O chefe do Executivo natalense pode conhecer como é desenvolvido o turismo sustentável no local, devido às fragilidades do ambiente, já que são ilhas vulcânicas.

“O foco da reunião foi fornecer todas as informações técnicas necessárias para que assim a comitiva pudesse ter conhecimento de caso e dar as sugestões para implantação de um Plano Diretor de Turismo Sustentável na capital potiguar”, explica Marcelo Toscano.

Ainda segundo ele, essas contribuições são muito importantes para a cidade, já que Natal passa por um processo de regulamentação de cinco das dez Zonas de Proteção Ambiental (ZPA’s) e posterior revisão no Plano Diretor. “O turismo é umas das principais atividades econômicas é preciso que ele também se desenvolva de forma sustentável, sempre preservando o meio ambiente”, acrescenta o titular da Semurb.

O arquipélago das Ilhas Canárias é formado pelas ilhas Lanzarot, Tenerif, Las Palmas, Forte Aventura, Hiero, Gol Meira e La Palma. Juntas, as sete ilhas têm cerca de dois milhões de habitantes e o turismo representa 90% do PIB local. E desenvolvem o turismo de forma a aumentar o número de turistas, sem afetar o meio ambiente de forma depredatória.

O secretário adjunto de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde), Murillo Felinto, que também esteve presente na reunião e acompanha a comitiva em Natal, explica que a ideia principal é justamente estudar o “case Natal” e trazer para a cidade essa experiência positiva das Ilhas Canárias que recebem anualmente em torno de 12 milhões de turistas.

Uma nova reunião está agendada para sexta-feira (30), onde serão feitas as contribuições com base no que foi discutido e apresentado hoje.

 

Compartilhar:
    Publicidade