Sepultaram Cristo – Vicente Serejo

Todos nós, mesmo aqueles que exibem ou escondem uma alma sem fé, sabem que o Cristo ressuscitou no sétimo dia,…

Todos nós, mesmo aqueles que exibem ou escondem uma alma sem fé, sabem que o Cristo ressuscitou no sétimo dia, apesar do papel feio de Pilatos ao lavar as mãos. Quando é agora, sai na Folha de S. Paulo que uma família, temendo a ação dos ladrões no Cemitério da Consolação, o mais tradicional de lá, e visto que os jarros de bronze já haviam desaparecido, tomou a estranha decisão, inédita no mundo ao que se sabe até hoje, de sepultar a imagem de Cristo que adornava o mausoléu.

É pouco, dirá algum herege, posto que os desalmados não temem os castigos de Deus. Nem por isso deixa de ser surrealista a cena que o jornal descreve: abriu-se o túmulo e nele sepultou-se a imagem de Cristo. Não pela companhia que a partir de agora fará aos mortos na escuridão de um mausoléu, mas pelo eterno que há no bronze do seu corpo metálico a ferir outro princípio, dos que, vindos do pó, ao pó retornam, no belo milagre da eternidade que a nem todos é dado compreender.

Maria, a que enterrou Cristo, não quis que se acrescentasse nenhum dos seus sobrenomes para evitar a identificação do túmulo. É segredo. Mas confirmou: O Cristo tinha um metro e meio a partir de agora está sepultado numa das gavetas do jazigo de sua família. Para sempre. No cemitério, não foi fácil explicar sua ideia. Nem os coveiros até hoje entenderam muito bem o gesto de Maria, ela que tem o mesmo nome da mãe de Cristo, aquela humilde e imaculada mulher de José, o carpinteiro.

Os vivos, se ladrões, e sem que se discuta a razão, não deixam em paz nem os mortos, como manda a tradição cristã. O velho Cemitério do Alecrim, onde dormem alguns dos nossos nomes mais ilustres, já foi profanado várias vezes. Roubaram o medalhão com a efígie de Manuel Dantas, as placas de bronze com as quais o Governo do Estado homenageou os irmãos Henrique Castriciano e Eloy de Souza e quebraram a cruz de mármore do mausoléu, isto para citar dois casos próximos.

Do cemitério da Consolação – está também na Folha – já levaram o buquê de flores feito de bronze, verdadeira obra de arte que existia sobre o túmulo de Monteiro Lobato, e os portões de bronze do mausoléu de Mário de Andrade. Pior: fundado em 1858, portanto com mais de século e meio, alguns dos seus mausoléus estão transformados em esconderijos de criminosos e drogados e a administração embora saiba de todos os roubos, até hoje não conta com policiamento permanente.

Ora, Senhor Senador, os cemitérios históricos em todos os lugares civilizados fazem parte do patrimônio histórico. Há livros e belos ensaios fotográficos. Como o Père Lachaise – onde estão sepultados Balzac, Nerval, Alain Kardec, Chopin; ou o cemitério de Montparnasse com os túmulos de Sartre e Simone de Beauvoir, Proust, Baudelaire e seu cenotaph, para ficar em Paris. A civilização não se mede com tecnologia de ponta, tablets e que tais. Às vezes, pode ser algo bem mais barato.

 

FEIO

O escândalo que envolve diretores e ex-diretores da Petrobras, transferindo seus bens a parentes para evitar o bloqueio judicial, revela a esperteza de suas almas bandidas. Não há como vê-los inocentes.

TONTO – I

A cada dia a área econômica do Governo Dilma revela-se tonta e sem rumo. Agora incentiva bancos a elevarem em 20% o financiamento de veículos. Como se endividar o consumidor fosse a solução.

COMO?… – II

Se aumentam a cada dia as dificuldades financeiras da classe média solapada com uma tributação que vai dilapidando pouco a pouco o orçamento familiar? É mais uma mágica populista e politiqueira.

EFEITO

Os governistas-rosalbistas trancafiados nos seus gabinetes defendem a tese de que o desinteresse dos eleitores é por ausência da força de governo no mercado eleitoral. Seria cômico se não fosse trágico.

PODER

A Amazon dispara seu departamento de vendas de livros impressos no Brasil com um acervo inicial de 150 mil títulos e com preços praticados abaixo do mercado livreiro. Quem for bom que se segure.

LIÇÃO

De Pasquale Cipro Neto, na Folha de S. Paulo, a quem ainda tem dúvidas sobre o ofício da escrita nesta era digital: ‘Para escrever bem não basta juntar palavras obedecendo às normas gramaticais’.

HUMOR

Do psiquiatra Maurilton Morais no facebook para testar a infidelidade virtual: ‘Você pensa em outro homem ou outra mulher durante a relação sexual?’. Em qualquer caso não escrever para a redação.

DÚVIDA

Da velha e cansada série perguntar não ofende: ‘E se alguns políticos estiverem certos quando dizem que uma parte da juventude revela a tendência de votar por protesto no candidato do radical PSOL?

MEDO – I

O problema, senhores, não é declarar o óbvio, ou seja, que é preciso investir mais na segurança para conter a escalada da violência. Isto é o tal do óbvio ululante. A questão está em onde buscar a grana.

PARA …- II

Quem não sabe, o Governo tem sinais exteriores de falência com acumulação de dívidas a cada dia mais incontornáveis. Não há como investir sem garantir recursos federais. Estamos no buraco negro.

FIEL

Ao seu velho hábito quando vem a Natal, o jornalista Alexandre Garcia fez apenas um pedido ao seu amigo, o escritor Lenine Pinto: almoçar na Peixada da Comadre com o indispensável pirão mexido.

MOSSORÓ

A Rádio Gazeta divulga amanhã os resultados da pesquisa feita pelo Instituto Seta nos dias 16 e 17 passados sobre as lutas em Mossoró. É grande a expectativa. Robinson e Fátima tentam virar o jogo.

NATAL

O deputado Kelps Lima vem sendo apontada como o nome que vem conquistando um espaço junto ao voto livre da classe média natalense. Aliás, no Plano Palumbo, o PT não conquista muitos votos.

EM…

Compensação surpreende o desempenho petista na Zona Norte, área eleitoral que sempre esteve sob domínio das ‘lideranças comunitárias’. Há um claro crescimento do PT de Lula do outro lado do rio.

 

Compartilhar: