Sequestro, homicídio, espancamento, protestos e falsários: Esse é o Brasil para os americanos

Governantes aconselham cidadãos a tomarem cuidado durante a Copa do Mundo no país através do site do consulado

54Y3U536U734T3T34T

Diego Hervani

diegohervani@gmail.com

Faltando exatamente um mês para o início da Copa do Mundo no Brasil, a “fama” do país não é das melhores no exterior. Diversos países estrangeiros de seleções que irão disputar o Mundial estão aconselhando seus cidadãos a tomarem cuidado com a segurança brasileira e até mesmo “trazer dinheiro para os assaltantes” está entre as dicas.

No site do Escritório de Assuntos Consulares do Departamento de Estado dos EUA, que irão jogar em Natal no dia 16 de junho, contra Gana, o Governo fez uma longa lista de dicas para que os americanos possam acompanhar o Mundial de forma mais tranquila. “Taxa de homicídios do Brasil é mais de quatro vezes maior do que a dos Estados Unidos. As taxas de outros crimes são igualmente elevados. O crime da rua continua sendo um problema para os visitantes e residentes locais . Os turistas estrangeiros , incluindo cidadãos norte-americanos, são muitas vezes alvos, especialmente em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Recife. Enquanto o risco é maior durante a noite, a criminalidade de rua também ocorre durante o dia, e as áreas mais seguras de cidades não estão imunes. Os incidentes de roubo em ônibus da cidade são frequentes. Você deve manter uma cópia de seu passaporte com você, enquanto em público e manter o seu passaporte no cofre ou outro local seguro”, afirmou o texto.

A possibilidade de sequestro também foi alertada pelos americanos, que lembram que muitas vítimas dos crimes são espancadas e violentadas. “Roubos e sequestros são comuns nas saídas dos bancos. Criminosos sequestram as vítimas por um curto período de tempo a fim de receber uma recompensa rápida. Algumas vítimas foram espancadas e/ou violentada”. No texto o Governo americano lembra dos riscos de protestos violentos durante a Copa do Mundo. “Protestos em todo o mundo têm o potencial de tornar-se violento. Mesmo manifestações ou eventos destinados a ser pacífica pode se transformar em confronto e, possivelmente, se transformar em violência. Cidadãos norte-americanos que viajam ou residem no Brasil são aconselhados a tomar precauções de senso comum, evite grandes reuniões ou outros eventos onde as multidões se reuniram para demonstrar ou protestar, e em conformidade com as instruções das autoridades locais. Em alguns casos, a polícia brasileira usou gás lacrimogêneo, para controlar distúrbios e unidades montadas para dispersar os manifestantes”.

Os americanos também criticam a polícia brasileira, afirmando que ela “tem uma capacidade reduzida de recuperar bens roubados”. “Quando em público evite levar objetos de valor ou usar jóias ou relógios caros. Bons samaritanos são comuns. Se um turista parece perdido ou parece estar tendo problemas para se comunicar, um aparente inocente oferecendo ajuda pode realmente ser um criminoso”.

A Bélgica também foi um país que criticou a falta de segurança no Brasil. “Não mantenha consigo grandes somas, mas esteja pronto para dar um mínimo de dinheiro em casos de ataques (algumas dezenas de reais, somente) e esteja muito atento ao usar cartões de crédito”, diz o aviso emitido pelo Ministério de Relações Exteriores do país.

O secretário geral da FIFA, Jérôme Valke, chegou a declarar que os estrangeiros “não viessem para o Brasil pensando que é a Alemanha”, se referindo ao Mundial de 2006. Nesta segunda-feira (12) ele amenizou a situação e disse que a segurança é um problema em todos os lugares. “Ela é um problema em todas as partes do mundo. Também depende da maneira como você se comporta. Curta o Brasil do jeito que o Brasil é. Se, em alguma cidade, disserem que você não deve andar por certos lugares, é o que você deverá fazer. Existem áreas e partes da cidade às quais você não irá. Não só no Brasil, mas em todo o mundo é assim”. Sobre a segurança no Estádio e nos arredores das praças esportivas, Valke disse não estar preocupado. “A segurança dentro e nos arredores do estádio não é um problema. Está tudo organizado neste sentido, e o mesmo vale para as Fan Fests. É a hora de se divertir. A segurança em geral é boa. O Brasil organiza com frequência grandes eventos como o Carnaval e diversos eventos internacionais. Se você visita um país, deve sempre respeitá-lo”.

Planos de segurança para Copa em fase de conclusão

Para garantir a segurança de turistas e locais no Mundial, o Sistema de Segurança em Natal durante a Copa do Mundo terá cerca de 10 mil homens. Somente da Polícia Militar e Forças Armadas, duas instituições que já definiram o Plano de Ação no Mundial, são 6900 homens (2200 PM e 4700 das Forças Armadas).

“Vamos ter os policiais que trabalham normalmente nas ruas, mas temos teremos policiais de outros setores. O pessoal do administrativo e operacional também irá ajudar. Eles irão receber para isso. Policiais que trabalham em hospitais, quartéis, rodas, também irão participar”, frisou o coronel Francisco Araújo, comandante geral da PM do Rio Grande do Norte, que disse que o trabalho normal nos bairros não será afetado. “O trabalho ostensivo que é feito no dia a dia vai continuar acontecendo. Temos um efetivo de 9050 homens em todo o Estado. Então temos gente suficiente para deixar o Estado seguro durante todo o Mundial”.

A PM também contará com um efetivo de 150 policiais da Força Nacional. “Eles serão uma equipe reserva. Caso aconteça algum distúrbio civil, alguma manifestação, eles serão acionados para ajudar o restante do policiamento a conter esse problema”, explicou Araújo.

“Combater possíveis ameaças químicas, biológicas e nucleares são atribuições das Forças Armadas. Além disso, a prevenção e o combate ao terrorismo também são funções das Forças Armadas. Esperamos que nenhum incidente desse tipo aconteça, mas se ocorrer nós estaremos preparados”, destacou o Almirante Marcos Nunes, que será o responsável por comandar o Centro de Coordenação de Defesa de Área (CDA), construído exclusivamente para a Copa do Mundo.

Além das Forças Armadas e Polícia Militar, também participam do esquema de segurança da Copa a Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros Militar, Agência Brasileira de Inteligência.

Natal espera 20 mil torcedores dos Estados Unidos na Copa

Se depender de torcida, os Estados Unidos serão um dos fortes candidatos ao título da Copa do Mundo da FIFA 2014. Somente em Natal, 20 mil norte-americanos são esperados durante o Mundial. A capital potiguar recebe, no dia 16 de junho, a partida da seleção dos EUA contra Gana. O duelo desperta, inclusive, o interesse do governo dos EUA. O vice-presidente, Joe Biden, conversou por telefone com a presidenta Dilma Rousseff e afirmou que pretende estar neste dia no estádio do Rio Grande do Norte.

De acordo com um levantamento da empresa espanhola Forward Data, em parceria com a Pires & Associados no Brasil, o maior número de reservas para Natal é de visitantes dos EUA, com 29%. Depois aparecem os uruguaios, com 14% das reservas, seguidos da Itália, com 7%. “Em Natal, o crescimento foi superior aos 1000% nas reservas internacionais emitidas para a Copa do Mundo em relação ao mesmo período do ano passado”, comentou Sérgio Vilar, da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Norte.

Apesar de não ter jogo em Natal, a Alemanha ganha destaque nos números dos estudos da Forward Data. Em relação a tempo de permanência, os alemães só perdem para os norte-americanos. De acordo com os dados, os visitantes ficarão em Natal entre 9 e 21 dias, em média. Quatro partidas da primeira fase da Copa do Mundo estão marcadas para a Arena das Dunas. No dia 13 de junho, a disputa começa com México x Camarões. Depois, no dia 16, é a vez de Gana x Estados Unidos. Já em 19 de junho, o Japão encara a Grécia. No dia 24 de junho, Uruguai x Itália se enfrentam.

Curiosidades

» O Consulado Geral dos EUA, sediado em Recife, estima um total de 187 mil turistas norte-americanos no Brasil durante a Copa. Destes, 20 mil são previstos para Natal, onde acontece o primeiro jogo desta seleção.

» Em recente visita à Arena das Dunas, integrantes do consulado japonês indicaram a previsão de 7 a 10 mil japoneses em Natal, empolgados com a partida contra a Grécia, e ainda a presença de um integrante da família real japonesa.

» Há estimativa de que 3,7 mil mexicanos cheguem a Natal de ônibus, a partir de um cruzeiro ancorado em Recife.

» Natal foi contemplada como a terceira cidade-sede da Copa do Mundo com maior acréscimo no número voos para o período, num total de 274 novos.

Outros dados:

» Centro de Mídia: Para receber jornalistas não credenciados pela FIFA, o Governo do Estado, a UFRN e a Prefeitura de Natal montaram um Centro de Mídia na área onde é ministrado o curso de jornalismo da Universidade Federal do RN, a 2 km da Arena, com estúdio de TV e rádio e computadores com acesso a internet de banda larga. Os jornalistas credenciados já têm à disposição o centro de mídia da FIFA, na Arena das Dunas.

» O governo do estado pretende criar estandes de atendimento ao turista no aeroporto e na rodoviária interestadual. No aeroporto haverá um fanzone para turistas e imprensa nacional e internacional, com agentes credenciados e poliglotas.

» Proporcionalmente, o Rio Grande do Norte ostenta o maior número de leitos do Brasil. Somente em Natal há 30 mil, afora outros 12 mil espalhados pelo estado (notadamente na Praia de Pipa). As acomodações são suficientes para a demanda em todos os níveis de acomodação: do popular ao alto luxo. Seguindo a orientação do Ministério do Turismo, foram cadastradas casas, albergues, vagas em quartos e até repúblicas.

» A estimativa do governo do estado para investimentos no Rio Grande do Norte provocados pela realização da Copa gira em torno de R$ 5 bilhões, sendo os principais deles o Complexo Arena das Dunas e o Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amaran

Compartilhar: