Sérgio Cabral volta a usar helicóptero oficial para ir à casa de veraneio

Uso da aeronave obedece regras de segurança, informa o governador do Rio

Uso pessoal de helicóptero do Estado está cada vez mais comum entre os políticos. Foto:Divulgação
Uso pessoal de helicóptero do Estado está cada vez mais comum entre os políticos. Foto:Divulgação

O governador Sérgio Cabral (PMDB), que voltou a usar o helicóptero oficial em deslocamentos com a família para a casa de veraneio, em Mangaratiba, na Costa Verde, disse que segue orientação da Subsecretaria de Militar da Casa Civil. Cabral alegou correr risco por causa do enfrentamento do tráfico de drogas. O roteiro dos deslocamentos de helicóptero do governador e autoridades está publicado no site da Secretaria da Casa Civil.

“Isso não é mistério, não é segredo, está no site. É uma determinação da Subsecretaria do gabinete Militar. Infelizmente, o fato de ser governador me impõe para enfrentar a segurança pública, a marginalidade, o tráfico de drogas. Para ganhar esse jogo, que é um jogo muito difícil, de muita luta, o Gabinete Militar impõe a mim e à minha família restrições. Eu tenho que segui-las por uma questão de segurança”, afirmou o governador, na manhã desta terça-feira, 10.

O governador usou o helicóptero oficial em cinco domingos consecutivos, entre 13 de outubro de 10 de novembro, para voltar de Mangaratiba para o Rio. Ele estava acompanhado da mulher, Adriana Ancelmo, dos filhos mais novos, Tiago e Mateus, e de uma empregada da família.

Em nota assinada pelo subsecretário Militar da Casa Civil, Fernando Messias, e pelo superintendente de Segurança, Augusto César Benac, eles informam que o uso de helicópteros tem ocorrido de acordo com decreto 44.310, de 5 de agosto, que estabelece que somente o governador, o vice-governador, secretários, entre outras autoridades, estão autorizados a voar. O decreto foi criado depois da publicação pela revista Veja de matéria que informava que o helicóptero oficial levava os filhos do governador e a babá casa de praia. Cabral também viajava para Mangaratiba e usava o helicóptero em curtos trajetos, como entre o heliponto da Lagoa e o Palácio Guanabara.

“O processo de enfrentamento da criminalidade no Estado do Rio nos últimos anos, que tem tido como resultado a queda de todos os índices, acarreta riscos para os seus responsáveis, em especial o Governador do Estado, que é em última análise o comandante desse processo. A Subsecretaria Militar da Casa Civil, com base em relatórios sigilosos, não abre mão do uso de helicópteros nos deslocamentos do Governador e de sua família para a sua residência, em especial levando em conta a regularidade de dias, horários e destino das viagens”, justificam o subsecretário e o superintendente, na nota divulgada à imprensa.

O texto ressalta que o Rio é o único Estado “a dar total transparência ao uso de suas aeronaves”, ao publicar os relatórios de utilização na página da Casa Civil.

Fonte:Estadão

Compartilhar:
    • Ramon Lima

      Não entendo qual o problema que há nisso, ele tá certo, qualquer um no lugar dele faria o mesmo!