Serviço de música em streaming Spotify chega finalmente ao Brasil

Criado na Suécia, empresa possui mais de 30 milhões de músicas disponíveis para assinantes

img-1023530-spotify

Spotify, serviço de música por streaming, chegou ao Brasil com os catálogos completos de Pink Floyd e Led Zeppelin. Depois de Deezer e Rdio, a empresa sueca anunciou a entrada oficial no país nesta quarta-feira, 28, com mais de 30 milhões de músicas e um valor de assinatura de US$ 5,99 – o valor, adaptado para a moeda local, será de R$ 14,90.

O serviço, disponível para computador, celular ou tablet, oferece dois planos: “Free”, gratuito, mas com anúncios inseridos entre as músicas; e “Premium”, que além de não ter interrupções, ainda oferece a possibilidade de deixar músicas, discos, playlists off-line e ouvi-las sem conexão com a internet.

Desde quando foi criado o Spotify, em 2008, o faturamento da música digital cresce exponencialmente. Naquele ano, a música digital representava 23% do valor total arrecadado na indústria fonográfica. Quatro anos depois, em 2012, a música digital já representava um terço do valor total.

A empresa sueca afirma ter gerado mais de US$ 1 bilhão em royalties referentes a direitos dos artistas. Mas, nem por isso, deixa de sofrer com as críticas de artistas como Thom Yorke, justamente o responsável por liderar uma grande revolução na indústria fonográfica, com o lançamento do disco In Rainbows (2007) em formato digital, no esquema “pague-quanto-quiser”.

“Sinto que nós músicos precisamos lutar contra essa coisa do Spotify. Sinto que de alguma forma o que está acontecendo com o mainstream é o último suspiro de uma velha indústria. Assim que finalmente morrer, e vai, algo além vai acontecer”, disse o músico em entrevista com o site mexicano Sopitas, no ano passado.

Veja infográfico sobre a indústria digital publicado na Rolling Stone Brasil.

As crítica de Yorke, não foram levadas muito à sério. Moby, por exemplo, tirou sarro do líder do Radiohead. “Eu amo Thom Yorke, mas quando o ouço reclamando do Spotify, fico tipo: ‘você é como um velho berrando com trens velozes’. Eu amo qualquer coisa que possibilite às pessoas terem mais música em suas vidas,” disse ele ao Mashable.

O fato é que o Spotify continua com o plano de expansão. Com a chegada ao Brasil, o serviço completa um total de 57 países disponíveis e 40 milhões de usuários ativos – 10 milhões deles são pagantes.

 

Fonte: Revista Rolling Stone

Compartilhar: