Sesap apresenta dados sobre situação da epidemia de meningite no RN

Foram confirmados 10 casos de doença meningocócica, forma considerada mais grave, dos quais 04 casos foram a óbito

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou, nesta terça-feira, nota sobre a situação epidemiológica da meningite no Rio Grande do Norte. O documento apresenta o número de casos notificados pela Sesap no ano de 2014.

Entre janeiro e maio deste ano foram 46 notificações de casos suspeitos de meningite. Foram confirmados 10 casos de doença meningocócica, forma considerada mais grave, dos quais 04 casos foram a óbito.

De acordo com Stella Leal, subcoordenadora de vigilância epidemiológica, apesar da ocorrência destes óbitos, esta situação não foi caracterizada como surto ou qualquer outro evento que possa representar perigo, pois esses registros encontram-se em número e comportamento semelhante ao observado em anos anteriores no Rio Grande do Norte. Em 2013, de janeiro a dezembro, foram confirmados pela Sesap 96 casos de meningite, com 13 óbitos.

A subcoordenadora de vigilância epidemiológica lembra que, devido a meningite ser uma doença recorrente, a população tem sempre que estar atenta aos seus sintomas, que são febre, dor de cabeça intensa, náuseas, vômito, rigidez da nuca, prostração(moleza do corpo), confusão mental e, em alguns casos, delírio e coma. “É preciso atenção aos sintomas, porque quanto mais rápido for o diagnóstico mais tempo o médico tem para introduzir o tratamento. Porém, quando não tratada a tempo, pode causar sequelas e até levar a óbito”, informou Stella Leal.

Compartilhar: