Sesap discute fechamento das escalas de ortopedia do Hospital Tarcísio Maia

O impasse para fechamento das escalas de ortopedia do mês de janeiro no HRTM surgiu quando os ortopedistas contratados pelo município passaram a não aceitar mais os valores que são pagos pelos plantões extras por parte da Prefeitura de Mossor

Ortopedistas não aceitam mais valores pagos pelos plantões extras. Foto:Arquivo
Ortopedistas não aceitam mais valores pagos pelos plantões extras. Foto:Arquivo

Representantes da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), médicos, gestores da Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró e do Ministério Público se reunirão nesta sexta feira (10), às 11 horas, no auditório do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), o maior hospital de urgência e emergência da região Oeste do Rio Grande do Norte, para discutir soluções para o fechamento das escalas de ortopedia da unidade.

O impasse para fechamento das escalas de ortopedia do mês de janeiro no HRTM surgiu quando os ortopedistas contratados pelo município passaram a não aceitar mais os valores que são pagos pelos plantões extras por parte da Prefeitura de Mossoró, que atualmente são em torno de R$ 1.470,00 (Um mil e quatrocentos e setenta reais). A categoria deseja a equiparação dos valores dos plantões extras ao que, atualmente, é repassado aos profissionais contratados por meio de cooperativa na Região Metropolitana, em que há um acréscimo de cerca de R$ 300,00 (trezentos reais).

Desde 2011, o Governo do Estado repassa à Prefeitura de Mossoró todo o recurso referente à produção do HRTM que, atualmente, está em quase R$ 438 mil, para que a Secretaria de Saúde do Município possa garantir a complementação das escalas através do pagamento de plantões extras aos servidores municipais. “Isso ocorre porque, legalmente, o Estado não pode realizar esta complementação através dos médicos estatutários que prestam serviço ao HRTM”, explica o Secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Fonseca.

Para Luiz Roberto Fonseca, o Governo do Estado está tomando as devidas medidas administrativas, junto à Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró, para a complementação de profissionais, tendo em vista a importância desta especialidade para o Hospital Regional Tarcísio Maia.

Fonte:Assessoria

Compartilhar: