Sesc Natal apresenta show inédito do grupo canadense Parcival Project

A turnê inédita na América do Sul inclui Natal, Belém e Belo Horizonte

securedownload

O público potiguar terá a oportunidade de conferir gratuitamente a apresentação inédita da turnê 2014 do grupo canadense Parcival Project, no dia 10 de setembro, 20h, no auditório do Sesc Centro, localizado na Rua: Cel. Bezerra, 33. Cidade Alta. As senhas devem ser retiradas até 1h antes do concerto.

A apresentação do grupo é uma iniciativa de formação de ouvintes promovida pelo Sistema Fecomércio, realizada através do projeto Parcerias Sinfônicas do Sesc.  O Parcival Project é um grupo de música de câmara, criado em 2011, e desde setembro de 2013, é formado por Emmanuel Vukovich (fundador do projeto) e Victor Fournelle-Blain (violino), Marina Thibeault (viola), Julia MacLaine (violoncelo) e Dominic Desautels (clarinete). Depois de Natal, o grupo segue em turnê pelas cidades de Belém e Belo Horizonte.

                                                                                                                        

Emmanuel Vukovich (Violino).

O violinista canadense Emmanuel Vukovich tocou para o público em todo o Canadá, Estados Unidos, Europa e Austrália e já trabalhou com artistas de renome internacional, como: Ida Haendel, Anton Kuerti e Matt Haimowitz.

Foi ganhador do prêmio do McGill University de violino dourado Schulich, do Conselho de Canadá para as artes, Oxford quarteto de bolsa, e vencedor da competição de música de Câmara Internacional Fischoff, como um membro do quarteto de cordas do Lloyd Carr-Harris.  Atualmente cursa pós-graduação noNew England Conservatory of Music com Lucy Chapman e Donald Weilerstein. Em 2011 fundou The Parcival Project: um coletivo de música de câmara internacional com sede em Montreal.

Victor Fournelle-Blain (Violino)

Victor Fournelle-Blain tem tocado solos com a Orchestre Métropolitain (Montréal), Orchestre Symphonique de Trois-Rivières , Orchestre des Jeunes de Montréal e Orchestre Symphonique do Conservatório de Montreal.

Foi vencedor do prêmio de música McGill Schulich Escola de Ouro 2014, e da competição no concerto Prix d’Europe 2012, e segundo, no prêmio do Concurso Vida 2010 OSM Padrão. Recebeu o título Mestre de Música de Yale School of Music, em 2013, onde estudou com Ani Kavafian, Victor está agora buscando um Diploma em violino e viola na McGill Lloyd Carr-Harris. Nesta esteira de realizações enquanto violista, no outono de 2014, Victor irá juntar-se a seção de viola da Orquestra Sinfônica de Montreal.

Marina Thibeault (viola)

Marina Thibeault, nascida em 1989, em Québec, se formou no Instituto Curtis de Música. Em 2011, ela estudou no exterior com Bruno Giuranna no Della Svizzera Italiana Conservatório, com o apoio do Conselho do Canadá para as artes. Marina já se apresentou como solista com a Orquestra Sinfônica de Quebec, Orquestra de Marienbad, North Czech Philharmonic, e a Orquestra Sinfônica Západočeský.

Julia MacLaine (violoncelo)

Julia MacLaine realiza concertos em todo o mundo como solista e música de câmara, na música que vão do clássico ao contemporâneo, e do ‘mundo’ para suas próprias composições. Em Nova York, Julia é um membro da Orquestra de St. Luke e dos Cavaleiros. Em Montreal, ela é a violoncelista da dupla Moon Palace, com chifre-player Louis-Pierre Bergeron, do Projeto Parcival e Quarteto de Cordas, bem como Diretor Artístico da “Ahuntsic en fuga” Chamber Music Festival. Ela também é uma artista da SAMS (Société pour les arts en milieuxde santé), um programa que traz a música a hospitais e centros de saúde em Montreal.

Dominic Desautels (Clarinete)

Nascido em Granby, Quebec, em 1982, Dominic Desautels é o principal clarinetista da Sinfônica de Nova Scotia. A sua estréia como solista com a Orquestra Sinfônica de Toronto foi em 2004, aos 21 anos, e logo depois foi convidado para trabalhar como diretor de clarinete. De 2008 a 2012, Dominic Desautels atuou como clarinetista principal da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

Ele é vencedor de vários concursos e prêmios no Canadá, como o Concurso Internacional de Prestigio, 33º Stepping Stone, um dos poucos instrumentistas de sopro que ganhou um prêmio na história da competição. Na temporada de 2012/13, Dominic realizou quase 40 recitais em uma turnê por todo o Canadá com o pianista Tina Chong, apresentado por Jeunesses Musicales do Canadá.

Compartilhar: