‘Seus sonhos sempre estarão vivos’, diz viúva de Eduardo Campos

Renata Campos falou à imprensa pela primeira vez após a morte do seu marido

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Desde a morte de Eduardo Campos em um acidente aéreo na última quarta-feira, sua esposa, Renata Campos, não havia falado. Nesta segunda-feira, ela quebrou o silêncio e discursou em um evento do PSB no Recife. Cogitada para ser vice de Marina Silva na disputa pela presidência da República, ela não tocou no assunto e nem conversou com a imprensa. O único pronunciamento foi feito em cinco minutos com o intuito de encorajar a “tropa socialista”. “”Pode parecer que o nosso maior guerreiro não está na luta, mas os seus sonhos sempre estarão vivos entre nós”, disse.

Com a morte de Eduardo, Renata Campos foi alçada ao papel de líder política do PSB em Pernambuco. No evento desta segunda, que reuniu representantes dos 21 partidos que compõe a coligação que era chefiada pelo ex-governador pernambucano, ela pediu votos para o candidato socialista ao governo, Paulo Câmara. Ao falar do marido, adotou um tom carinhoso. “Fica tranquilo, Dudu. Não desistiremos do Brasil. É aqui que criaremos nossos filhos”, afirmou.

Renata Campos foi ternurada por todos aqueles que tiveram direito a discurso. O presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, fez um apelo à ex-primeira-dama de Pernambuco. “Peço em nome de todo o partido que Renata esteja sempre conosco nos ajudando a construir a unidade”, declarou. O candidato ao Senado na chapa socialista, Fernando Bezerra Coelho, também não economizou nos elogios. “Toda a população de Pernambuco está admirada pela sua força e a força de seus filhos”, concluiu.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade