Shakira brinca e diz que “deu um jeito” de consolar o zagueiro Piqué

Casal é considerado um dos mais sexies do mundo

Cantora colombiana lembrou relacionamento iniciado com Piqué (foto) na Copa do Mundo de 2010. Foto: Divulgação
Cantora colombiana lembrou relacionamento iniciado com Piqué (foto) na Copa do Mundo de 2010. Foto: Divulgação

A cantora colombiana Shakira foi uma das atrações neste sábado na apresentação da Fifa dos artistas que participarão no domingo da Festa de Encerramento da Copa 2014, que irá anteceder a decisão entre alemães e argentinos, no Estádio do Maracanã.

No Mundial da África do Sul, em 2010, a cantora de 37 anos roubou a cena daquela competição com a canção Waka Waka e também por ter iniciado o seu romance com o espanhol Gerard Piqué, zagueiro do Barcelona.

“Vai ser a minha terceira performance em Copa do Mundo, uma honra para mim. Nunca me esquecerei de 2010, quando conheci o amor da minha vida no Mundial. Estar aqui é incrível por todos os motivos que o futebol significa para mim”, disse Shakira.

“O jeito que o futebol une culturas, diferentes níveis sociais, religiões com todos comemorando do mesmo jeito. Eleva o patriotismo como nenhuma outra coisa. O futebol é sublime”, completou.

Por se identificar com o Brasil, Shakira comemorou a chance de participar do encerramento da Copa em apresentações que contarão com Carlos Santana, Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, Alexandre Pires e Wyclef Jean.

“Comecei a minha carreira (internacional) aqui e me amo este país. Na verdade, português é a minha segunda língua, vem antes inclusive do inglês. Me sinto em casa aqui”, completou a colombiana, que nos anos 90 em vista em vários programas da TV brasileira, como o Domingo Legal, do SBT.

Shakira, porém, levou os jornalistas às gargalhadas ao comentar sobre a reação do marido Piqué após a humilhante eliminação da Espanha, campeã em 2010, na primeira fase do Mundial do Brasil.

“Claro que ele ficou muito chateado. Quando se vive com um atleta, tem de estar preparada também para as derrotas. Faz parte das natureza do futebol, que às vezes é muito cruel. O Gerard está devastado, mas tenho minha forma de consolá-lo”, completou.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade