Silvio Santos sobre câncer: “Era uma ferida, que virou tumor e foi removida”

Apresentador revela à revista "Veja SP" que tratou a doença de pele há três meses e mostra sua rotina simples

Aos 83 anos de idade, Silvio garante não ter medo da morte. Foto: Divulgação
Aos 83 anos de idade, Silvio garante não ter medo da morte. Foto: Divulgação

Silvio Santos não costuma dar entrevistas e já até explicou o motivo: “Quem dá entrevistas fala demais”. Mas o apresentador abriu uma exceção e abriu as portas de sua casa em Orlando para a Revista Veja São Paulo, que chega às bancas neste sábado (08).

À publicação, além de mostrar sua rotina simples na cidade americana, revelou que, há três meses, passou por uma cirurgia para a retirada de um câncer de pele. “Sofri uma batida aqui na perna direita que acabou originando um câncer de pele, então meu médico fez uma incisão. Não fiquei internado nem nada, fui até o consultório do doutor Miguel (Srougi), ele deu uma anestesia e tirou o tumor. (…) Agora estou com outra ferida na mesma perna; não sei ainda o que é”, afirmou o apresentador.

Meses antes, Silvio havia passado por outra intervenção médica, para a retirada da próstata. “Ainda está pingando urina sem eu querer. Estou com raiva. Tenho de usar uma cueca especial que é um espetáculo. Não é fralda, tem um tecido que absorve o líquido” .

Questionado pelo repórter se, após a cirurgia, ele ainda tem relações sexuais, o apresentador garante que sim e diz não precisar de nenhum remédio para tal. “O meu remédio é a minha mulher”, garante Silvio, que passa os dias em Orlando na companhia da mulher, Iris Abravanel.

Medo da morte

Aos 83 anos de idade, Silvio garante não ter medo da morte. “Quero continuar vivendo até quando der.Como sei que vou morrer, quero morrer sem ir para o hospital. Não chega a ser um sonho, mas uma coisa que desejo. Aos 83 anos, sei que posso embarcar a qualquer momento”.

Dono de casa

Nos meses que passa na cidade americana, Silvio garante que ajuda em ao menos uma das tarefas domésticas. “Adoro lavar louça, ainda mais com os produtos extraordinários que existem nos Estados Unidos. (…) Lavo a louça porque a Iris faz a comida. Assim ela não reclama que fico sem fazer nada. Somos uma boa dupla. Em São Paulo, não lavo louça. É outro esquema. Para eu chegar à cozinha da minha casa, tenho de andar mais de 30 metros”, explica o apresentador, que mantém um imóvel bem mais modesto em Orlando, avaliado em US$ 1 milhão.

Simplicidade

Por lá também, ele passa longe dos famosos outlets, que tanto atraem os brasileiros. Suas compras, inclusive as de roupas, são feitas no supermercado, aonde vai diariamente com Iris. “Gosto de comprar roupas no WalMart, nem sei onde fica Gucci ou Prada. Por esta bermuda mesmo (aponta para a bermuda azul-marinho que veste na ocasião), paguei 18 dólares. Comprei seis iguais em cores diferentes”.

A economia de dinheiro não é apenas em roupas. “Não jogo dinheiro fora. As passagens de primeira classe são muito caras. Por que vou andar na primeira classe se ela é igual à executiva? Só andaria nessa categoria caso pudesse sair do avião por algum compartimento especial e me salvar se houvesse alguma pane”.

Admirado pelos brasileiros, Silvio também tem seus ídolos: Pelé e Roberto Carlos. “Já pensei em fazer uma reportagem comigo, Pelé, Roberto e também o Lula. Somos as quatro pessoas mais populares do Brasil. O povo gosta de nós, independentemente do que façamos”.

Avô

Durante a entrevista, Silvio também revelou que será avô pela oitava vez. Sua filha Patrícia está grávida. “O bebê foi feito aqui na Flórida”, declarou o apresentador.

 

 

Fonte: iG

Compartilhar: