Sindipostos/RN emite Nota Oficial esclarecendo mercado sobre reajuste

- A Diretoria do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Rio Grande do Norte (Sindipostos/RN) emitiu na…

- A Diretoria do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Rio Grande do Norte (Sindipostos/RN) emitiu na manhã de hoje Nota Oficial se posicionando a respeito do aumento nos preços de combustível autorizado pelo Governo Federal na noite da última sexta-feira.
- Pelo que ressalta a entidade de classe dos revendedores, com base em levantamentos da própria ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), a planilha de custos dos postos de gasolina no RN demonstra que, da composição do preço final dos combustíveis ao consumidor, em média 88 por cento se destinam ao pagamento das distribuidoras, aos impostos e ao custo da operação de transporte, restando somente 12 por cento para a revenda, destinados a cobrir todas as despesas com empregados e manutenção dos estabelecimentos.
- E observa a Nota, em tom que demonstra a preocupação dos associados do Sindipostos: “O aumento do preço trará reflexo direto na retração do consumo. O revendedor, com sua planilha já delicada, não terá como absorver o reajuste e, como consequência, o repassará ao consumidor final. Com isso, o consumo de combustível também se desenhará na curva decrescente”.
- E conclui: “O segmento da revenda de combustível congrega hoje (no Rio Grande do Norte) mais de 30 mil empregos diretos e indiretos. É o segundo maior arrecadador de ICMS do Estado. Por todo esse perfil, a retração do consumo de combustível, originado com o reajuste conferido pelo Governo Federal, também influenciará na economia do nosso Estado. Em meio ao cenário adverso agora, o Sindipostos-RN ratifica à população potiguar o compromisso dos revendedores de combustíveis de oferecerem sempre preços competitivos, fruto de uma concorrência livre”.

Fiern fará amanhã entrega dos prêmios do seu concurso anual de reportagens

- Acontecerá nesta terça-feira, às 20:00 horas, no auditório da Casa da Indústria, a solenidade de divulgação dos nomes dos profissionais vencedores do Prêmio Sistema Fiern de Jornalismo/2013, promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte e que teve como tema “As Novas Fronteiras da Indústria Potiguar”.
- Incluído na programação alusiva às comemorações dos 60 anos da criação da entidade de classe dos industriais, o concurso distribuirá a soma total de R$ 100 mil em premiações para cinco categorias de trabalhos: Jornalismo Impresso, Telejornalismo, Radiojornalismo, Fotojornalismo e Jornalismo Online, além de premiação especial para a categoria Estudante.
- Concorrem apenas reportagens publicadas pela mídia estadual no período de 1º. de janeiro a 30 de setembro de 2013.

Rede Farmácias Pague Menos ganha prêmio latinoamericano de qualidade

- A rede varejista Farmácias Pague Menos, com forte presença em Natal, que foi fundada na cidade de Fortaleza e hoje se espalha pelos 26 Estados do Brasil e pelo Distrito Federal com um total de 650 lojas em 230 cidades, foi homenageada semana passada na Cidade do Panamá com o prêmio “Latin American Quality Awards 2013″, como reconhecimento pela gestão de excelência da empresa, num evento que reuniu mais de 500 empresários das Américas.
- Segundo o presidente da rede, empresário Deusmar Queirós, “este prêmio decorre do alto nível de compromisso e do nosso esforço em manter uma boa relação com os colaboradores e uma cultura empresarial eficaz. Ele também é fruto de muito suor, anos de empenho e dedicação. Vamos continuar trabalhando duro para crescer e oferecer sempre o melhor ao mercado”.
- Nos últimos dez anos as Farmácias Pague Menos vêm mantendo um crescimento médio anual de 25 por cento, um dos maiores índices contínuos do Continente. A rede figura também com destaque no ranking das “Melhores & Maiores do Brasil” da revista “Exame”, edição 2013, ocupando a 154ª. colocação no quadro geral e a 13ª. posição nas regiões Norte e Nordeste, sendo ainda a quarta empresa mais rentável do setor varejista.

 

Assembleia derrubará vetos à lei que simplifica licenciamento ambiental

- Pelo que prometeram semana passada aos dirigentes do Sebrae/RN o presidente do Poder Legislativo Estadual, deputado Ricardo Motta, e os líderes das principais bancadas na Assembleia, serão, sim, derrubados amanhã os vetos da governadora Rosalba Ciarlini ao projeto de lei que simplifica e facilita a concessão de licenças ambientais no Rio Grande do Norte às micro e pequenas empresas.
- Um eficiente trabalho desenvolvido pessoalmente pelo presidente do Conselho Deliberativo, Sílvio Bezerra, e pelo diretor-superintendente do Sebrae/RN, Zeca Melo, com respaldo de todas as entidades de classe do empresariado potiguar, fez chegar a todos os representantes do povo potiguar que sem a derrubada dos vetos será praticamente impossível levar adiante qualquer política de desenvolvimento econômico no Rio Grande do Norte, já que as dificuldades interpostas atualmente ao licenciamento ambiental pelos órgãos estatais representam uma barreira aos investimentos.

Empresário Hanna Safieh agora é Cidadão Potiguar

- A Assembleia Legislativa concedeu, sexta-feira passada, ao palestino Hanna Safieh, nascido na cidade de Jerusalém, o título de Cidadão Honorário do Rio Grande do Norte, por proposição do deputado estadual Gustavo Fernandes.
- Vivendo em Natal há mais de 40 anos, Hanna constituiu família aqui, onde se destacou inicialmente no meio acadêmico, como professor da Universidade Federal, e posteriormente no meio empresarial, sendo um dos pioneiros da indústria do turismo, da carcinicultura e da fruticultura irrigada em nosso meio.
- Atualmente, ele ocupa o cargo de diretor Técnico e Comercial da Codern (Companhia Docas do Rio Grande do Norte).
- Ao agradecer a homenagem recebida, Hanna Safieh fez um pronunciamento onde lembrou passagens da revolução palestina (da qual participou) e do encontro que mudaria sua vida, no ano de 1964, com sua esposa, com quem partilha a ideia de uma atividade científica de cunho social.
- “Qualquer trabalho tem que ter também o valor social e contribuir para a evolução da sociedade. Nos envolvemos com a revolução palestina, mas sempre sabendo que a educação é a arma principal para o povo se reerguer. Aqui, fui recebido com muito carinho e em nenhum momento me senti estrangeiro”, disse Hanna em seu discurso,
enfatizando que defende programas de inclusão e maiores investimentos na educação.
- “Aprendi uma coisa muito importante: a exclusão social tem que ser combatida de qualquer maneira. Não pode ser solucionada simplesmente com boas intenções. Tem que ser combatida por um programa de governo, que por sua vez tem que fazer parte absolutamente uma política pública. Os políticos têm que se interessar em fazer programas sérios, porque a exclusão social é uma coisa extremamente desastrosa”, ressaltou.

Compartilhar: